Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

O DEUS DESCONHECIDO

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Eu sou o Jonas e este é o PODCAST SBN, obrigado por sua companhia! Vamos para mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Eu sou a Val! Venham viajar e se emocionar comigo pelo primeiro século da nossa era, pela revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Os discípulos desafiaram os primeiros 100 anos da nossa história, com lutas, suor e sangue. Eles fizeram de tudo para levar as Boas novas para todas as pessoas!

Venha nos conhecer no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google. E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “O DEUS DESCONHECIDO”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

A principal base histórica para o primeiro século do cristianismo é, sem dúvida, o Livro de Atos dos Apóstolos que foi escrito por Lucas e que, também, escreveu um dos Evangelhos.

Lucas, além de médico, era um pesquisador da história de Jesus e decidiu, depois de escrever o Evangelho, continuar escrevendo sobre a ação dos seus discípulos para levar as boas novas.

Provavelmente, Lucas foi mais que um historiador e se envolveu de fato no projeto de Jesus.

Curiosamente, na narrativa do capítulo 16 de Atos, nos versos 11 a 16, Lucas abandona a narração na terceira pessoa e passa a narrar na primeira pessoa do plural, indicando que ele, também, estava ali com os discípulos.

No episódio anterior Paulo e Silas estavam em Tiatira, região da Macedônia, quando foram açoitados e presos, por terem expulsado um espírito mau de uma escrava, que possuída fazia adivinhações para seus senhores.

Eles foram colocados na cadeia, com os pés presos num tronco e um carcereiro os vigiava o tempo todo. Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus e os presos ouviam. De repente, um forte terremoto estremeceu a cadeia, todas as portas se abriram e as correntes de todos os presos se soltaram.

O carcereiro acordou e viu as portas escancaradas, pensou que os presos haviam escapado e puxou a espada para se matar. Mas, Paulo gritou:

– “Não se mate! Estamos todos aqui!”

O carcereiro ficou admirado ao ver aquilo. Prostrou-se trêmulo, diante deles e disse:

– “Senhores, o que eu devo fazer para ser salvo?”

– “Creia no Senhor Jesus, e você e sua família serão salvos.”

Apesar de ser tarde da noite, o carcereiro cuidou deles e lavou suas feridas. E, Paulo e Silas batizaram todos eles.

Em seguida, ele os levou para sua casa e lhes serviu uma refeição. E toda a sua família creu em Deus e a alegria era grande naquela casa.

Pela manhã, os magistrados mandaram os guardas até o carcereiro:

– “Solte estes homens!”

No entanto, Paulo não aceitou aquilo. E mandou dizer aos magistrados:

– “Vocês nos açoitaram publicamente sem julgamento e nos colocaram na prisão, apesar de sermos cidadãos romanos. Agora querem nos soltar às escondidas? De maneira nenhuma! Queremos que vocês venham e nos libertem à vista de todos.”

Os magistrados quando souberam que eles eram cidadãos romanos, correram até eles, pediram desculpas e suplicaram que deixassem a cidade.

Depois de saírem da prisão, Paulo e Silas, voltaram à casa de Lídia para se encontrar com os irmãos e os encorajar mais uma vez. E, logo depois, partiram. (Atos 16:1-40)

Na segunda parte da segunda viagem missionária de Paulo junto com Silas, por volta do ano 51dC, eles passaram pelas cidades de Anfípolis e Apolônia e chegaram a Tessalônica.

Eles seguiam pregando nas Sinagogas sobre o Messias que veio, viveu entre nós, sofreu e ressuscitou dos mortos, conforme foi profetizado.

– “Esse Jesus que estou falando é o Messias, o Cristo.”

As suas palavras encontraram corações receptivos de muitos gregos e de várias mulheres de alta posição que creram e se uniram a eles. Mas, também, se depararam com a inveja dos líderes judeus, que foram atrás deles para prendê-los e até os novos seguidores tiveram suas casas invadidas e foram presos.

Por isso, Paulo e Silas fugiram para a cidade de Bereia. E continuaram ensinando a verdade e muitos judeus e gregos de alta posição, tanto homens como mulheres daquela cidade, tiveram grande interesse, examinaram tudo com atenção e creram nas boas novas.

No entanto, não demorou muito para que os judeus de Tessalônica fossem até onde eles estavam pregando a palavra de Deus, para criar alvoroço e os impedir de falar.

Com a ajuda dos irmãos, Paulo fugiu para o litoral em direção à Atenas, enquanto Silas e Timóteo permaneceram na cidade.

A cidade de Atenas era uma das principais cidades da Grécia antiga e muito rica culturalmente. Ali era o centro da Filosofia grega e, também, um local de muitas crenças e ídolos.

Enquanto esperava por Silas e Timóteo, Paulo foi à sinagoga e na praça pública para falar e debater diariamente com judeus e gentios.

Os grandes filósofos ocupavam a Praça principal para seus discursos e Paulo pregava ali também.

E alguns filósofos epicureus e estoicos, ao ouvirem Paulo falando sobre deuses, resolveram levá-lo ao conselho da cidade para falar de seus ensinos, no Areópago.

O Areópago era o principal palco de Atenas e Paulo percebeu a oportunidade e começou a lhes falar:

– “Homens de Atenas, eu percebi que vocês são muito religiosos. Enquanto andava pela cidade, eu reparei que existem muitos altares e ídolos. Eu vi que um deles tinha a inscrição: ‘Ao Deus Desconhecido’. E é justamente este Deus, o Deus que vocês adoram sem conhecer, que eu quero apresentar para vocês.”

Paulo passou a ensinar que o “deus desconhecido”, era o Deus que criou todas as coisas, era o Deus que cuida de nós. E por causa dele nós vivemos, nos movemos e existimos. E que Ele não é um ídolo de ouro, prata ou pedra, projetado por artesãos, mas um Deus que veio viver entre nós, que morreu e ressuscitou, para que tenhamos a vida eterna.

– “E agora o ‘Deus desconhecido’ está sendo conhecido por todos vocês.”

A palavra ressureição era estranha à cultura grega. Por isso, quando Paulo falou de ressurreição dos mortos, alguns riram com desprezo e disseram:

– “Chega! Vamos falar sobre isso em outra ocasião”.

Paulo se retirou do conselho e apesar da rejeição, alguns creram em seus ensinos e se juntaram a ele. Inclusive Dionísio, que era membro do conselho e uma mulher chamada Dâmaris. (Atos 17:1-34)

As boas novas do Deus desconhecido precisavam chegar a todas as pessoas de todos os lugares. E Paulo sabia disto. Sempre haverão aqueles que aceitarão e crerão e, também, os que rejeitarão e até perseguirão.

[MÚSICA]

Nesta etapa da viagem, Paulo chegou a Corinto e conheceu um casal de judeus: Aquila e Priscila. Eles eram refugiados da perseguição do Imperador Claudio na Itália.

Paulo ficou com eles, morando e trabalhando juntos na fabricação de tendas. E, aos sábados, pregava na sinagoga para judeus e gregos.

Pouco tempo depois, Silas e Timóteo, se juntou a eles.

Começou a crescer muita oposição aos seus ensinos. Mas, Paulo diante dos insultos, sacodiu o pó da roupa e disse:

– “Vocês são responsáveis por sua própria destruição! Eu sou inocente. De agora em diante eu pregarei para os gentios.”

Apesar da rejeição, muitos em Corinto que ouviram as boas novas, creram e foram batizados. Inclusive, Crispo que era líder da sinagoga, e toda a sua família.

Certa noite, o Senhor falou a Paulo numa visão:

– “Paulo, não tenha medo, fique firme! Continue a falar e não se cale. Eu

estou com você, ninguém o atacará nem fará mal a você, porque Eu tenho muita gente nesta cidade que me pertence”.

Então, Paulo permaneceu ali um ano e meio, ensinando a palavra de Deus.

Os líderes continuaram perseguindo Paulo e, certa vez, o prenderam e o levaram ao Governador Gálio para o julgar. Mas, o governador não quis perder tempo com isto:

– “Isto é apenas uma questão religiosa de sua lei, resolvam isso vocês mesmos. Eu me recuso a julgar essas coisas”.

E os expulsou do tribunal.

Apesar disto, a multidão agarrou Sóstenes, o novo líder da sinagoga, que apoiava Paulo e o espancou ali mesmo, na frente do tribunal. Mas, o governador não se importou com isso.

Depois de algum tempo, Paulo saiu de Corinto e foi a Cencreia, levando consigo Priscila e Áquila. Chegando lá raspou a cabeça, conforme o costume judaico, para marcar o fim de seu voto.

E eles o acompanharam de navio para a Síria. Quando chegaram em Éfeso, Paulo foi à sinagoga para debater com os judeus. E eles pediram que ficasse mais tempo, mas ele recusou e se despediu deles:

– “Voltarei depois, se Deus quiser”.

Ele foi para Cesareia, e depois subiu até Jerusalém e visitou a igreja. Em seguida, retornou para Antioquia, completando sua jornada.

Depois de passar algum tempo ali, foi até a Galácia e Frígia para visitar e fortalecer os discípulos.

Um ponto forte da Igreja de Jesus era o poder da pregação de seus escolhidos e havia sempre espaço para um novo discípulo. Foi assim que chegou a Éfeso, vindo de Alexandria, um judeu chamado Apolo. Ele era um orador eloquente e conhecedor das Escrituras.

Ele ensinava a respeito de Jesus com profunda exatidão e entusiasmo, embora só conhecesse o batismo de João. Mas, quando Priscila e Áquila o ouviram na Sinagoga, se aproximaram dele, lhe explicaram com mais exatidão o caminho de Deus e lhe deram todo suporte.

E assim, Apolo passou a percorrer a Acaia, incentivado e recomendado pelos irmãos de Éfeso.

O seu engajamento foi de grande ajuda nos ensinos por que trouxe novo vigor nos debates públicos. Ele usava fortes argumentos para demonstrar que Jesus é o Cristo, e despertava a fé tanto para judeus como para não judeus. (Atos 18:1-28)

Em sua segunda viagem missionária, Paulo passou em mais de 10 cidades, percorrendo cerca 3.500 Km, durante aproximadamente 3 anos.

A Igreja de Jesus crescia com a propagação do Evangelho, movida por discípulos criativos e entregues ao Poder do Espírito do Senhor.

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– As perseguições e até prisões eram incapazes de segurar o projeto de Jesus…

– E sempre haverão aqueles que aceitarão e aqueles que rejeitarão as boas novas…

– Observei que muitas mulheres creram e foram importantes para a Igreja de Jesus…

– Pessoas importantes, líderes, o Evangelho atinge e transforma todos os tipos de pessoas…

– Fiquei feliz com a chegada de Apolo, mais um soldado para as fileiras do Senhor. Creio que ele será muito importante para o crescimento da Igreja de Jesus…

E o que é a Igreja para você?! Queremos saber sua opinião… Deixe seus comentários em nossas redes

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos Paulo iniciando sua terceira viagem missionária.

E veremos, também, Paulo enfrentando os desafios de Éfeso e ressuscitando um jovem em Trôade.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!


[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i10-o-deus-desconhecido

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

O CONCÍLIO DA GRAÇA

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Eu sou o Jonas e este é o PODCAST SBN, obrigado por sua companhia! Vamos para mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Eu sou a Val! Venham viajar e se emocionar comigo pelo primeiro século da nossa era, pela revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Os discípulos desafiaram os primeiros 100 anos da nossa história, com lutas, suor e sangue. Eles fizeram de tudo para levar as Boas novas para todas as pessoas!

Venha nos conhecer no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google. E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “O CONCÍLIO DA GRAÇA”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

A Igreja de Jesus crescia em número e em geografia. As boas novas saíram de Jerusalém e estavam chegando a novos lugares. Agora os desafios não se resumiam em perseguições, os discípulos estavam atingindo novas culturas e existiam questões internas que precisavam ser resolvidas.

As visões judaicas e os preconceitos dos apóstolos eram o grande desafio a ser vencido, para que as Boas Novas atingissem todas as pessoas.

Paulo e os discípulos da segunda geração, serão os responsáveis para levar o movimento de Jesus para fora da palestina até as comunidades judaicas da diáspora, nas cidades grandes e pequenas do Império Romano.

Isto deu uma extensão universal para o movimento de Jesus e provocou um processo gradativo de distanciamento entre cristãos e judeus. A experiência das comunidades cristãs alcança o comportamento solidário, abraçando as novas culturas.

Jesus disse, certa vez: “As pessoas saudáveis não precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar os justos, mas eu vim para chamar os pecadores, para que eles se arrependam”. (Lucas 5:31,32)

Por volta do ano 50 da nossa era, a Igreja de Jesus enfrentou os maiores desafios do seu crescimento e aconteceu dentro de casa. Divergências teológicas, contendas, desentendimentos e separações estavam presentes nos seu dia-a-dia. Mas, Deus usou até isto para abrir novos caminhos…

Paulo e Barnabé estavam em Antioquia e foram surpreendidos por alguns discípulos que vieram da Judeia e começaram a ensinar e exigir dos irmãos recém convertidos:

– “Se vocês não se circuncidarem, conforme a Lei de Moisés, vocês não poderão ser salvos”.

Diante disto, Paulo e Barnabé, ficaram indignados e protestaram.

Por causa disto, eles foram à Jerusalém para tratar este problema com os apóstolos e líderes. Estava para acontecer o famoso Concílio de Jerusalém.

Val, você sabe o que é circuncisão?

Sim, eu sei… Quando uma mulher desse a luz à um menino, segundo a Lei de Moisés, ela deveria circuncidá-lo, que era remoção do excesso de pele de seu prepúcio. Isto representava a sua inclusão na comunidade Judaica e tinha razões higiênicas também. (Levítico capítulo 13)

A caminho de Jerusalém, Paulo e Barnabé, juntos com alguns irmãos de Antioquia, pararam na Fenícia e em Samaria para visitar os irmãos e se alegraram ao ver que muitos gentios estavam sendo convertidos.

Eles chegaram a Jerusalém e foram bem recebidos pela igreja e pelos apóstolos e líderes, e relataram as maravilhas que Deus havia feito por meio deles. Apesar disto, alguns dos irmãos, ligados à seita dos fariseus, se levantaram e disseram duramente:

– “Vocês têm que circuncidar os pagãos convertidos. É preciso fazer os gentios guardar a lei de Moisés”.

Era um momento tenso. Estava estabelecida uma divergência teológica e os apóstolos e líderes tiveram que se reunir para tratar esta questão.

Foi uma longa discussão e no final Pedro se levantou e se dirigiu a eles:

– “Irmãos, vocês sabem que, há muito tempo, Deus nos escolheu para falar aos gentios a fim de que eles pudessem ouvir as boas-novas e crer. Deus conhece o que está no nosso coração humano e confirmou que aceita os gentios. Deus deu a eles o Espírito Santo, como o deu a nós”.

Pedro explicou que não há distinção alguma entre eles e os gentios, por que Deus purificou o coração deles por meio da fé.

– “Por que vocês estão provocando a Deus, sobrecarregando e oprimindo os discípulos gentios com regras que nem nossos antepassados conseguiram suportar? Nós cremos que todos, nós e eles, somos salvos da mesma forma, pela graça do Senhor Jesus”.

Aconteceu um grande silêncio na reunião, ninguém dava um pio. E, então, Paulo e Barnabé começaram a relatar os sinais e maravilhas que Deus havia realizado por meio deles entre os gentios.

As histórias de Paulo e Barnabé encantaram a todos. E o apóstolo Tiago se levantou e disse:

– “Irmãos, ouçam-me!”

Tiago mostrou que era plano de Deus, através dos profetas, desde a antiguidade, restaurar o seu povo, incluindo os gentios, para que todos fossem chamados para serem Seu povo.

– “Irmãos, eu considero que não devemos criar dificuldades para os gentios que se convertem a Deus. Vamos escrever uma carta a eles apenas para que se abstenham de alimentos oferecidos a ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais estrangulados e do sangue, conforme foi ensinado nas leis de Moisés”.

Após escreverem a carta, eles escolheram Judas, também chamado Barsabás, e Silas para levá-la para os irmãos de Antioquia da Síria, junto com Paulo e Barnabé.

A carta era o consenso e desejo de todos para não impor aos gentios cargas e impedimentos. E, quando os mensageiros apresentaram a carta, o povo ficou aliviado e a mensagem trouxe grande alegria em toda a igreja de Antioquia.

Os discípulos Judas e Silas, eram profetas e bons pregadores. As pregações deles eram cheias de esperança e encorajaram e fortaleceram os irmãos e, por isso Judas e Silas permaneceram com eles ali algum tempo.

Judas voltou para Jerusalém, mas Silas resolveu ficar em Antioquia e junto com Paulo e Barnabé e os discípulos dali, seguiram ensinando e pregando a palavra do Senhor.

Passado algum tempo, Paulo convidou Barnabé, para visitar as cidades e os irmãos onde eles pregaram a palavra do Senhor.

Mas, uma grande divergência ocorreu entre eles, por que Barnabé queria levar João Marcos e Paulo foi duramente contra, por que ele os havia abandonado na viagem anterior, quando estavam na Panfília.

Barnabé era uma pessoa de bom coração, muito generoso e queria ajudar no desenvolvimento do jovem João Marcos. E João Marcos foi aquele que, mais tarde, escreveu o Evangelho que levou seu nome.

O desentendimento de Paulo e Barnabé foi tão grave que os dois se separaram. As contendas fazem parte do processo, mas Deus é capaz de transformar até brigas em bênçãos.

Com a separação, Barnabé navegou para Chipre com João Marcos. Enquanto, Paulo escolheu Silas e viajaram por toda a Síria e Cilícia. O melhor de tudo é que eles se entregaram ao cuidado gracioso do Senhor e fortaleceram as igrejas de lá. (Atos 15:1-41)

[MÚSICA]

Estamos na segunda viagem missionária de Paulo. Ele foi primeiro a Derbe e depois para Listra, e lá conheceu um jovem discípulo chamado Timóteo. A mãe dele era uma judia convertida e seu pai era grego. E os casamentos mistos não eram bem vistos pelos Judeus. No entanto, os irmãos de Listra e Icônio gostavam muito de Timóteo e o tinham em alta consideração, por isso, Paulo pediu para que ele o acompanhasse em sua viagem.

Para não ofender os judeus da região e facilitar sua aceitação, Paulo providenciou para que Timóteo fosse circuncidado, por que todos sabiam que o pai dele era grego. Desta vez Paulo usou o bom senso! Timóteo se tornou um grande discípulo e companheiro de Paulo.

Eles viajaram de cidade em cidade pela região da Frígia e da Galácia, instruindo os irmãos a seguirem as novas orientações. Mas, teve uma hora que o Espírito Santo os orientou para não pregar a palavra na província da Ásia e, também, para não ir para o norte, em direção à Bitínia. Por isso, eles seguiram viagem pela Mísia até o porto de Trôade. E, assim, as igrejas eram fortalecidas na fé e cresciam em número a cada dia.

Numa noite, Paulo teve uma visão num sonho, onde um homem em pé suplicava:

– “Venha para a Macedônia e ajude-nos!”

Assim, eles não perderam tempo e foram para a Macedônia, navegaram para a ilha de Samotrácia, chegaram em Neápolis e, depois, na importante cidade de Filipos, uma colônia romana. E ali permaneceram vários dias, anunciando as boas-novas.

Num sábado, eles saíram da cidade e foram orar à margem do rio. E ali encontraram algumas mulheres reunidas e conversaram com elas. Uma delas se chamava Lídia, era uma mulher temente a Deus, da cidade de Tiatira e comerciava tecidos caros de púrpura. Ela ouviu a Palavra com muita atenção e o Senhor abriu seu coração. Ela creu e foi batizada, junto com sua família.

Num gesto de hospitalidade, ela insistiu que eles ficassem:

– “Se concordam que creio de fato no Senhor, por favor, se hospedem em minha casa”.

E eles não puderam recusar seu pedido.

Outro dia, quando eles iam à um lugar para orar, encontraram uma escrava possuída por um espírito do mau, o espírito a usava para predizer o futuro. E seus senhores, espertamente, ganhavam muito dinheiro, usando suas adivinhações.

Ela seguia Paulo e Silas e gritava:

– “Estes homens são servos do Deus Altíssimo e vieram anunciar como vocês podem ser salvos!”

Isso aconteceu por vários dias, até que Paulo indignado, se virou e disse:

– “Eu ordeno em nome de Jesus Cristo que saia dela”.

E, no mesmo instante, aquele espírito mau a deixou.

Os senhores donos da escrava ao virem que sua fonte de lucro secara, agarraram Paulo e Silas e os arrastaram à presença das autoridades, na praça do mercado, gritando:

– “Estes judeus estão tumultuando a cidade!”

– “Eles estão subvertendo os costumes e a Lei romana”.

Uma multidão terrível se formou em torno deles e revoltada pedia sangue. E os magistrados ordenaram que eles fossem despidos, os açoitaram severamente com varas e os lançaram na prisão. (Atos 16:1-40)

Ao libertarem a jovem escrava de seu demônio e da exploração de seus senhores, Paulo e Silas acabaram espancados com violência até seus espancadores se cansarem. E, em seguida, foram jogados na prisão, com os pés presos num troco, e um carcereiro recebeu ordens para vigiá-los:

– “Vigie-os com toda a atenção para que não escapem de maneira nenhuma”.

Que situação terrível! Isto seria o fim da segunda viagem de Paulo e o fim de sua missão?!

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– Todas as famílias passam por conflitos, divergências e até separações e na Igreja de Jesus não foi diferente… Paulo era muito durão…

– Ele era firme, mas teve momentos de bom senso e por certo cresceu com tudo isto. Foram processos complicados, mas o Senhor usou até isto para o crescimento do projeto…

– Eu gostei de como Barnabé cuidou de João Marcos e como Paulo cuidou de Timóteo e como eles os trouxeram para próximo deles…

– E ainda teve o caso de Lídia. Discipular é como uma adoção, tem que estar próximo…

E o que é a Igreja para você?! Queremos saber sua opinião… Deixe seus comentários em nossas redes

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos Paulo e Silas cantando e orando na prisão.

E veremos, também, Paulo em um grande momento na cidade de Atenas e o aparecimento de um grande orador chamado Apolo.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!


[VINHETA 4 – FECHAMENTO]


– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i09-o-concilio-da-graca

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

ENVIADOS PELO ESPÍRITO

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Eu sou o Jonas e este é o PODCAST SBN, sejam bem-vindos e bem-vindas à mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Eu sou a Val! Venham viajar conosco pelo primeiro século da nossa era. E se emocionar com a revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Uma viagem por 100 anos de história, com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse até os nossos dias… O que movia os discípulos? E para onde eles estavam indo?

Venha nos conhecer no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google. E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “ENVIADOS PELO ESPÍRITO”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

Com o engajamento de Paulo, começou a terceira fase da Igreja de Jesus, marcada por viagens missionárias e as boas novas alcançaram novas fronteiras. A grande marca da Igreja de Jesus era seus escolhidos. Eles eram preparados e enviados no poder do Espírito do Senhor.

Deus mudou os nomes de muitas das pessoas escolhidas. Ele mudou o nome de Abrão para Abraão, de Jacó para Israel, de Simão para Pedro. Deus mudou, também, o nome de Saulo para Paulo?

Saulo foi uma pessoa escolhida, mas Deus não mudou seu nome. O que aconteceu neste caso é que ele tinha o nome de origem judaica que era Saulo e o codinome Paulo por causa de sua cidadania romana. E para facilitar o trânsito em sua missão e entre os gentios, ele provavelmente optou por usar o nome Paulo.

A biografia de Paulo era extensa e ele mesmo a declarou:

– “Eu sou israelita de nascimento, da tribo de Benjamim, circuncidado, fariseu, um verdadeiro hebreu”. (Filipenses 3:5)

Ele era, também, um cidadão romano, por ter nascido em Tarso, cidade da Cilícia, foi criado em Jerusalém e educado por Gamaliel. (Atos 22:3, 28)

– “Eu persegui com violência a igreja de Deus, por muito tempo, e não media esforços para destruí-la. Mas, o Senhor foi me encontrar no caminho de Damasco e me trouxe para Seu exército”. (Gálatas 1:13)

Por volta do ano 45 de nossa era, Paulo iniciou sua primeira viagem missionária, junto com Barnabé e João Marcos.

Dias antes de sua viagem, quando eles estavam reunidos na igreja de Antioquia da Síria, adorando o Senhor e jejuando junto com profetas e mestres e, também, Simeão, Lúcio de Cirene e Manaém, e o Espírito Santo disse para eles:

– “Separem Barnabé e Saulo para realizarem o trabalho para o qual Eu os chamei”.

Então, eles impuseram as mãos sobre eles e os enviaram em sua missão. E eles partiram para uma viagem cheia de desafios, em direção a Chipre.

Depois que eles desceram no porto de Selêucia, na Ilha de Chipre, foram até a cidade de Salamina e nas sinagogas judaicas e pregaram a palavra de Deus, e João Marcos os acompanhava como assistente.

Depois eles viajaram por toda a ilha até chegar a Pafos. Lá eles se encontraram com um feiticeiro judeu, um falso profeta chamado Barjesus, que dava suporte para o governador Sérgio Paulo.

O governador era um homem muito inteligente e convidou Barnabé e Saulo para visitá-lo, por que desejava ouvir a palavra de Deus.

Mas, o feiticeiro se opôs a eles, tentando impedir que o governador viesse a crer. E, Paulo cheio do Espírito Santo, olhou bem nos olhos dele e disse:

– “Você é um falso, um Filho do diabo, cheio de toda espécie de engano e maldade. Você é inimigo de tudo o que é certo!

Mas, agora você desafiou a Deus e o seu jogo acabou. Preste atenção, você vai ficar cego e não verá a luz do sol por um bom tempo”.

Naquele instante, a escuridão cobriu seus olhos e ele começou a tropeçar e a suplicar para que alguém o guiasse.

Quando o governador viu isto, ficou muito impressionado, creu no ensino a respeito do Senhor e se tornou um Cristão.

Na segunda etapa da viagem, Paulo e seus companheiros foram de navio à Panfília e aportaram em Perge. Porém, João Marcos não suportando os desafios da missão, os deixou e voltou para Jerusalém.

Paulo e Barnabé prosseguiram até Antioquia da Pisídia e num sábado, foram à sinagoga. Após a leitura dos livros da lei e dos profetas, os chefes da sinagoga disseram:

– “Irmãos, se vocês têm uma palavra de encorajamento para o povo, podem falar”.

Então Paulo ficou em pé e começou a pregar:

– “Homens de Israel e gentios tementes a Deus, ouçam-me!”

Paulo pregou sobre como Deus tirou os nossos antepassados da escravidão do Egito, como Ele conduziu seu povo até Canaã, como Deus escolheu Davi e como Ele escolheu João Batista para anunciar a salvação em Cristo Jesus.

– “Irmãos, vocês que são filhos de Abraão e também vocês gentios tementes a Deus, esta mensagem de salvação é para nós.

O povo de Jerusalém e seus líderes não reconheceram que Jesus era o messias de quem os profetas haviam falado. Em vez disso, eles o condenaram e, mesmo não encontrando motivo legal para executá-lo, pediram a Pilatos que o matasse. Ele foi crucificado e o colocado num túmulo, mas Deus o ressuscitou dos mortos.

E os apóstolos são testemunhas disto e nós estamos aqui para trazer esta boa nova para vocês. Deus cumpriu a promessa ao ressuscitar Jesus.”

E continuou:

– “Ouçam, irmãos! Estamos aqui para proclamar que, por meio de Jesus, há perdão para os pecados. Todo aquele que nele crê é declarado justo diante de Deus e isto é algo que a lei de Moisés jamais poderá fazer.”

Quando Paulo e Barnabé estavam saindo da sinagoga, o povo correu até eles e pediu para que falassem mais sobre graça de Deus.

No sábado seguinte, praticamente a cidade inteira foi ouvir a Palavra do Senhor na sinagoga.

No entanto, quando alguns dos judeus viram tanta gente querendo ouvi-los, ficaram com muita inveja, tentaram difamá-los e contestá-los. Mas, Paulo e Barnabé ficaram firmes e disseram corajosamente:

– “Era necessário que a Palavra de Deus fosse primeiro a vocês, judeus. Mas, como vocês a rejeitaram e não se consideraram dignos da vida eterna, agora vamos oferecê-la aos gentios. Por que foi isto que o Senhor nos ordenou.”

Ao ouvirem isto, os gentios se alegraram e agradeceram ao Senhor por essa mensagem, e muitos creram na vida eterna. E a palavra do Senhor se espalhou fortemente por toda aquela região.

Os judeus, porém, instigaram as mulheres religiosas influentes, as autoridades e os ricos da cidade, formaram uma multidão contra Paulo e Barnabé e os expulsaram dali.

Os dois discípulos, não se importaram com eles, sacudiram o pó dos pés como reprovação e foram à cidade de Icônio.

Conforme o Mestre da Galileia, havia ensinado:

– “Se alguma casa ou cidade se recusar a recebê-los ou a ouvir sua mensagem, sacudam a poeira dos pés ao sair. Creiam nisto: no dia do juízo, as cidades perversas de Sodoma e Gomorra serão tratadas com menos rigor do que essa cidade. Prestem atenção: eu envio vocês como ovelhas no meio de lobos. Por isso, sejam espertos como serpentes e simples como pombas.” (Mateus 10:14-16)

Eles seguiram cheios de alegria e do Espírito Santo. (Atos 13:1-52)

[MÚSICA]

Na terceira etapa da Viagem, eles chegaram a cidade de Icônio e fizeram como sempre faziam, foram a sinagoga e pregaram para judeus e gentios e muitos creram nas boas novas.

Ali, também, Paulo e Barnabé enfrentaram objeções por parte de alguns judeus que envenenavam as mentes das pessoas contra eles.

Mesmo assim, eles optaram por ficar e, corajosamente, pregaram sobre a graça do Senhor e realizaram muitos sinais e maravilhas.

O povo ficou dividido entre os judeus e os discípulos.

E, quando um grupo de líderes resolveu ataca-los e apedreja-los, eles fugiram para a região da Licaônica. E seguiram até as cidades de Listra, Derbe e arredores, anunciando as boas novas.

Em Listra, Paulo e Barnabé encontraram um homem que tinha os pés aleijados desde o nascimento. Ele estava sentado, ouvindo a pregação, e Paulo olhou para ele e disse:

– “Levante-se!”

E o homem se levantou rapidamente e começou a andar e pular. A multidão, vendo aquilo, gritou:

– “Os deuses vieram até nós em forma de homens!”

Eles acharam que Barnabé era o deus grego Zeus e Paulo, o deus Hermes.

E o sacerdote do templo de Zeus, organizou uma procissão, com touros e coroas de flores, até as portas da cidade, e junto com a multidão queriam oferecer sacrifícios aos apóstolos.

Quando Barnabé e Paulo perceberam o que estava acontecendo, rasgaram as suas roupas e correram para o meio do povo e gritaram:

– “Amigos, por que vocês estão fazendo isso? Somos homens como vocês! Viemos para anunciar as boas novas, para que vocês abandonem estas coisas sem valor e se voltem para o Deus vivo. O Deus que fez os céus e a terra, o mar e todas as coisas.”

E tiveram muitas dificuldades para impedir o ritual de sacrifícios.

Logo depois, chegaram ali alguns judeus de Antioquia e Icônio e provocaram uma revolta contra eles.

Surraram e apedrejaram Paulo até deixa-lo inconsciente e o arrastaram para fora da cidade, pensando que ele estivesse morto.

Quando os discípulos chegaram até o lugar que o haviam deixado, ele voltou a si e se levantou.

E no dia seguinte, ele partiu com Barnabé para Derbe.

Eles seguiram anunciando as boas novas em Derbe e fizeram ali muitos discípulos.

Depois, eles começaram o caminho de volta, passando por Listra, Icônio e Antioquia da Pisídia, para fortalecer os discípulos e para os encorajar a permanecerem na fé e não desistirem diante dos sofrimentos.

Em cada cidade, Paulo e Barnabé também escolheram líderes para cada igreja, os consagraram com orações e jejuns e os entregaram aos cuidados do Senhor.

Ainda no caminho de volta, eles pregaram a Palavra pela Pisídia até a Panfília e depois em Perge e Atália.

E, por fim, voltaram de navio para Antioquia, onde sua viagem tinha começado.

Ao chegarem, reuniram a igreja e relataram tudo que Deus tinha feito por meio deles e como Ele abriu a porta da fé também para os gentios.

E permaneceram ali com os discípulos por muito tempo. (Atos 14:1-28)

A primeira viagem missionária de Paulo, atingiu mais de 8 cidades e durou aproximadamente 3 anos.

As três marcas da Igreja de Jesus continuavam vivas: A Palavra se espalhava, a perseguição persistia e os discípulos continuavam cheios de alegria e do Espírito do Senhor.

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– Foi uma viagem e tanto… Escolhidos: Poder do Espírito e Sofrimento…

– Paulo Barnabé não apenas converteram pessoas em novas fronteiras, eles abriram igrejas, fizeram discípulo e estabeleceram líderes …

– A pregação de Paulo era diferente da de Pedro…

– Paulo trouxe a visão da Graça de Deus e a libertação da lei e tradições judaicas. A sua pregação incluía todos no plano da salvação.

E o que é a Igreja para você?! Queremos saber sua opinião… Deixe seus comentários em nossas redes

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos Paulo no importante e emblemático concílio de Jerusalém.

E veremos, também, Paulo iniciando a sua segunda viagem missionária e sua prisão.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!


[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i08-enviados-pelo-espirito

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

FORAM CHAMADOS CRISTÃOS

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Eu sou o Jonas e este é o PODCAST SBN, sejam bem-vindos e bem-vindas à mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Eu sou a Val! Venham viajar conosco pelo primeiro século da nossa era. E se emocionar com a revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Uma viagem por 100 anos de história, com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse até os nossos dias… O que movia os discípulos? E para onde eles estavam indo?

Venha nos conhecer no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google. E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “Foram chamados Cristãos”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

Estamos por volta do ano 41 de nossa era. Com o crescimento dos seguidores de Jesus além das fronteiras de Jerusalém, as comunidades se diversificavam e poderiam ser compreendidas em 3 grupos:

– Os Judeus-Cristãos de língua hebraica e aramaica de onde nasceu a Igreja de Jesus. A maioria eram agricultores.

– Os Helenos-Cristãos de língua grega, liderados pelo grupo dos 7 diáconos. Eles se sentiam livres das tradições judaicas.

– E os Gentios-Cristãos que foram atingidos principalmente pelo trabalho de Paulo. Eles sofriam muito com os preconceitos do judaísmo.

Embora as diferenças culturais destes grupos constituíssem o principal desafio dos apóstolos, dentro deles começaram a surgir discípulos não judeus dispostos a levar o Evangelho para muitos lugares.

Podemos lembrar daquela vez que Jesus estava em Jerusalém, durante a festa da Páscoa, e alguns gregos que vieram para a festa procuraram o apóstolo Filipe:

– “Por favor, gostaríamos de ver Jesus. Poderia nos ajudar?”

Filipe falou com André e os dois foram até Jesus. O Mestre os ouviu e respondeu:

– “Chegou a hora de o Filho do Homem ser glorificado.

Ouçam com atenção: se o grão de trigo não for plantado na terra e não morrer, será apenas um grão. Mas, se for enterrado, irá brotar e produzirá muitos e muitos novos grãos.

Quem se apega a sua vida, ficará só. Mas, quem a perde por amor, viverá por toda a eternidade.

Se alguém quer ser meu discípulo, siga-me, por que os meus servos devem estar onde eu estou. E o Pai honrará aquele que me servir.” (João 12:20-26)

A notícia sobre o contato e o batismo de gentios por Pedro, incomodou a muitos dos seguidores de Jesus quando ele voltou à Jerusalém. Eles foram até ele para censurá-lo, mas Pedro explicou pacientemente tudo o que tinha acontecido na casa de Cornélio.

– “O Espírito do Senhor me mandou para proclamar as boas novas para eles. E enquanto eu pregava, o Espírito desceu sobre eles e eu não pude lhes negar o batismo.”

E Pedro continuou:

– “Eu me lhe lembrei daquilo que Jesus disse: João batizou com água, mas nós seríamos batizados com o Espírito Santo. E o Senhor estava dando ali a mesma dádiva que deu a nós.”

E todos aqueles que levantaram objeções, ao ouvirem o testemunho de Pedro, começaram a louvar a Deus,  e disseram:

– “Vemos que Deus deu aos gentios o mesmo privilégio de se arrepender e receber a vida eterna!”

Os discípulos que foram dispersos depois da morte de Estevão, levaram a Palavra até a Fenícia, Chipre e Antioquia da Síria.

Muitos deles só pregavam para os Judeus, mas alguns deles começaram a anunciar as boas novas também para os gentios. E a mão do Senhor estava com eles e muitos gentios creram e se converteram.

Quando a Igreja de Jerusalém ficou sabendo disto, enviou Barnabé a Antioquia. Barnabé era um homem bom, acolhedor, cheio do Espírito Santo e de fé e quando ele chegou lá e viu toda aquela manifestação da graça de Deus entre os gentios, começou a motivá-los na Palavra e logo uma grande multidão se converteu ao Senhor.

Barnabé conhecia e acolheu Saulo depois da sua conversão. E ele percebeu que Saulo era pessoa certa para pregar para os Gentios e, também, esta era uma grande oportunidade para trazê-lo para dentro do projeto de Jesus. Por isso foi procura-lo, e o levou para Antioquia.

E eles ficaram pregando e ensinando ali por um ano inteiro.

Antioquia se tornou a mais emblemática das Igrejas daquela época. A comunidade mais missionária e acolhedora e foi justamente esta igreja de gentios que deu a grande marca dos seguidores de Jesus:

– Foi em Antioquia que os discípulos foram chamados de cristãos pela primeira vez.

Durante aquele período de grande efervescência da Palavra, alguns profetas viajaram de Jerusalém a Antioquia. E um deles, chamado Ágabo, em uma das reuniões, se levantou tomado pelo Espírito, e predisse que uma grande fome viria sobre todo o mundo romano. E isto se cumpriu durante o reinado de Cláudio e muitos sofreram com a escassez.

Os discípulos de Antioquia decidiram, então, ajudar os irmãos na Judeia, cada um de acordo com suas possibilidades, e enviaram muitas doações por meio de Barnabé e Saulo. (Atos 11:1-30)

[MÚSICA]

Por volta do ano 43 dC, surgiu uma nova e violenta onda de perseguição aos seguidores de Jesus. Agora liderada pelo rei Herodes Agripa que mandou matar a espada o apóstolo Tiago.

Tiago era irmão de João, foi um dos pescadores chamado por Jesus no Mar da Galileia. E esteve presente em muitos acontecimentos importantes do Mestre, junto com Pedro e João. Esta foi a primeira morte de um apóstolo e a única que foi registrada na Bíblia.

O rei Herodes se motivou nas suas ações de violências ao perceber que os Judeus se agradavam desta perseguição. Por isso, aproveitou a celebração da Festa dos pães sem fermento e mandou prender Pedro e colocou uma guarda com 4 escoltas, com 4 soldados em cada uma, para vigiar a cadeia. Por que não queria correr riscos e pretendia entregar Pedro aos Judeus para um julgamento público depois da páscoa.

A comunidade dos seguidores de Jesus, quando soube de sua prisão, passou a orar fervorosamente. Não há poder capaz de conter a Igreja de Jesus.

Na noite que antecedia o julgamento de Pedro algo impressionante aconteceu.

Ele estava dormindo na cadeia, amarrado com duas correntes e vigiados pelos soldados. De repente, um anjo apareceu e uma luz muito forte inundou a cela. Ele acordou Pedro e disse:

– “Vista-se Pedro, calce os sapatos, pegue o casaco e siga-me.”

Pedro obedeceu, mas achou que estava sonhando.

As correntes se soltaram, as portas e portões foram se abrindo e eles passaram pelos guardas sem ser percebidos. Parecia um grande show de mágica, ou uma cena de Missão Impossível!

Quando eles já estavam na rua, o anjo desapareceu e Pedro percebeu que aquilo não era um sonho. Era o Senhor que o estava livrando das mãos do rei Herodes.

Ele correu até a casa de Maria, mãe de João Marcos. Ao bater na porta, uma serva chamada Rode foi atender e, ao reconhecer a voz de Pedro, ficou tão empolgada que o deixou do lado de fora e retornou correndo e disse a todos:

– “Pedro está lá fora, ele está na porta.”

Eles não conseguiam acreditar naquela notícia, pensaram que era um anjo. E Pedro continuou batendo na porta. Eles correram até lá e quando viram que era ele mesmo, ficaram espantados.

Ele pediu para eles se acalmarem. Contou que um anjo o havia libertado e pediu para avisarem aos demais sobre o que havia acontecido. E em seguida se retirou dali.

Quando amanheceu houve grande polvorosa na prisão ao perceberem que Pedro não estava lá. Herodes ficou tão irado ao saber disto, que mandou executar todos o guardas.

Logo depois, o rei Herodes, cansado da Judéia e dos Judeus, resolveu ir para Cesareia.

O rei Herodes odiava o povo das cidades de Tiro e Sidom. Mas, eles se uniram e conseguiram uma audiência para tentarem se reconciliar com o rei, por que dependiam de suas terras para obter alimento.

No encontro, Herodes, vestindo seus trajes reais, sentou-se em seu trono cheio de pompa e fez um discurso para eles e o povo o ovacionava e gritava com falsidade:

– “É a voz de um deus! Não é um homem! É a voz de Deus!”

O rei Herodes enche-se arrogância! E isto foi a gota d’água! No mesmo instante, um anjo do Senhor feriu Herodes com uma enfermidade, por que não ofereceu a glória a Deus. Ele foi comido por vermes e morreu.

Enquanto isso, a palavra de Deus continuava a se espalhar sem parar, e eram muitos os novos convertidos.

Barnabé e Saulo foram entregar as doações na igreja em Jerusalém, e depois retornaram à Antioquia levando João Marcos com eles. (Atos 12:1-25)

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– Saulo depois da conversão, foi deixado de escanteio… Mas, Barnabé foi quem o acolheu e o trouxe para dentro do projeto…

– Barnabé era um discípulo e tanto, cheio do Espírito como Estevão. Ele viu o potencial de Saulo…

– Antioquia foi uma igreja do barulho, eu gostaria muito de participar de uma igreja assim… Ela até deu nome aos seguidores de Jesus…

– Ela os chamou de Cristãos… Talvez, isto tenha sido um apelido pejorativo a princípio… Mas, o nome pegou…

– O rei Herodes achou que podia destruir o empreendimento de Jesus… Mas, acabou pagando o preço…

– Ninguém afronta Deus e sai impune…

E o que é a Igreja para você?! Queremos saber sua opinião… Deixe seus comentários em nossas redes

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos Saulo e Barnabé sendo enviados para sua primeira viagem missionária.

E veremos, também, o Evangelho chegando a muitas cidades e Saulo sofrendo rejeições sendo apedrejado.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!


[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i07-foram-chamados-cristaos

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

PARA TODAS AS PESSOAS, DE TODOS OS LUGARES

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Você está no PODCAST SBN, sejam bem-vindos e bem-vindas à mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Venha viajar conosco pelo primeiro século da nossa era. E se emocionar com a revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Foram 100 anos de história com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse até os nossos dias… O que movia os discípulos? E como nem as portas do inferno deteve a Igreja que Jesus inaugurou?

Venha nos conhecer no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google. E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “Para todas as pessoas, de todos os lugares”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

A expansão da Igreja de Jesus para outras cidades, além de Jerusalém, criou novos desafios para o maior empreendimento de todos os tempos.

Estamos por volta do ano 34 da nossa era. Jesus trouxe o improvável para lutar em suas fileiras. Jesus converteu Saulo de perseguidor para perseguido. Jesus trouxe Saulo para uma obra de sofrimento também.

Saulo começou sua jornada enfrentando a desconfiança dos seguidores de Jesus sobre sua conversão e tentativas de assassinato.

Porém, ele não perdeu tempo em se engajar e pregava o tempo todo que Jesus é o Cristo, o messias prometido.

“Felizes são vocês quando, por minha causa, sofrerem zombaria e perseguição, e quando mentirem e disserem todo tipo de maldade contra vocês. Alegrem-se e exultem, porque uma grande recompensa os espera no céu.” (Mateus 5:11,12)

Saulo foi até Jerusalém para se encontrar com os discípulos, mas eles estavam com medo dele e não acreditavam em sua conversão. No entanto, Barnabé o apoiou e o apresentou para os apóstolos. E, ainda, contou para eles como Jesus convertera Saulo no caminho para Damasco e como ele estava pregando com ousadia em nome de Jesus.

Assim, Saulo permaneceu com os apóstolos em Jerusalém e pregava corajosamente em nome do Senhor, inclusive para os judeus de fala grega. Porém, isto trouxe problemas com alguns grupos que planejaram matá-lo e, por isso, os discípulos o levaram para Cesareia e depois para Tarso.

Estamos por volta do ano 36dC, era um período de paz da Igreja de Jesus, que crescia em número, em toda a Judeia, Galileia e Samaria, fortalecida no temor do Senhor e pelo Espírito Santo.

O apóstolo Pedro começou a viajar por toda parte, pregando que o Reino de Deus chegou. E ao chegar na cidade de Lida, ele encontrou um paralítico chamado Eneias, que há oito anos permanecia na cama e olhando para ele disse:

– “Eneias, Jesus Cristo cura você! Levante-se e arrume sua maca!”

E, no mesmo instante, o paralítico ficou curado e se levantou. E todos os moradores de Lida e de Sarona quando viram isto, se converteram ao Senhor.

Em outra cidade próxima, chamada Jope, havia uma discípula chamada Tabita (que em grego significa Dorcas). Ela era conhecida por fazer o bem às pessoas e ajudar os pobres, porém ela ficou muito doente e morreu.

Quando seu corpo estava sendo preparado para o sepultamento, alguns discípulos correram para chamar Pedro que estava em Lida. E ele foi rapidamente com eles.

Ao chegar lá, ele viu que muitas viúvas choravam, por que Tabita as ajudava, e pediu que todos saíssem do quarto. E depois de se ajoelhar e orar, disse:

– “Tabita, levante-se!”

Ela abriu os olhos, olhou para ele e se sentou. Pedro a ajudou a se levantar e a levou a todos que, impressionados, correram para abraça-la.

Esta notícia se espalhou rapidamente pela cidade e muitos creram no Senhor. (Atos 9:26-43)

[MÚSICA]

Pedro ficou mais algum tempo em Jope, hospedado na casa de Simão, um homem que trabalhava com couro.

Pedro precisava vencer alguns desafios pessoais para o desenvolvimento do Plano de Deus.

O Senhor nos leva à processos para que cresçamos. Os processos são, na verdade, provocações de Deus para que você veja o que Ele quer de você.

E isto ocorre por meio da fé. A Fé é como óculos que nos mostrará o invisível. Enquanto o inimigo te dará coisas para você se apegar e não avançar, Deus irá arrancar de você tudo o que te impede de avançar.

Entenda! Deus está te tirando as coisas que não farão mais parte do processo que Ele tem para você. Deus quer te dar coisas novas e o que Ele te der ninguém poderá tirar.

E foi isto que aconteceu com o apóstolo Pedro e o Centurião Cornélio. Eles foram duas pessoas que Deus provocou para se moverem dentro do Plano dEle. E podemos aprender muito com isto, conforme foi narrado em Atos no capítulo 10.

A aceitação da conversão de Paulo, um ex-perseguidor de cristãos, e a ideia de que o evangelho era para todas as pessoas, de todos os lugares, inclusive para os gentios, eram um desafio para os discípulos, especialmente para Pedro. E é neste cenário que ocorre o encontro de Pedro e Cornélio.

CESÁREIA era uma Cidade grega tomada por Herodes que a batizou de CESARÉIA, em honra à Augusto Cesar. Lá havia um Quartel General e Cornélio era um Centurião que liderava uma legião de muitos homens.

Além de Centurião Romano, ele era alguém muito especial. Ele e toda a sua família eram piedosos, ajudavam as pessoas e temiam a Deus. Cornélio era um homem grato e a sua gratidão o levou ao próximo passo.

O Senhor viu isto e, um certo dia, por volta das três horas da tarde, lhe deu uma visão. Um anjo se aproximou dele e disse:

– “Cornélio!”

– “Que é, Senhor?”

– “Suas orações e seus atos de bondade chamaram a atenção de Deus. Agora, mande alguns homens a Jope para buscar Simão, que muitos conhecem como Pedro. Ele está hospedado na casa de Simão, o curtidor de couro, que fica perto do mar”.

E Cornélio, imediatamente, chamou dois dos seus servos e um soldado e os enviou a Jope.

Preste atenção! Ao mesmo tempo que Deus está movendo Cornélio de um lado, Ele vai mover Pedro de outro lado.

No dia seguinte, quase ao meio dia, enquanto os enviados de Cornélio viajavam para buscar Pedro, ele já estava com fome e subiu ao terraço para orar, enquanto esperava a refeição que estava sendo preparada.

Durante a oração ele caiu em êxtase, teve uma visão e viu o céu aberto. Ele viu algo parecido com um grande lençol, amarrado por cordas nas quatro pontas, que descia à Terra. E nele estava toda espécie de animais, quadrúpedes, répteis e aves. Então, ele ouviu uma voz:

– “Levante-se, Pedro! Mate e coma.”

– “De modo nenhum, Senhor! Eu jamais comi algo impuro ou imundo!”

– “Não chame impuro, aquilo que Deus purificou.”

Veja! Pedro, resistia a se mover para o novo processo. O Senhor foi paciente com ele e repetiu isto por 3 vezes e depois o lençol foi recolhido ao céu.

Pedro era o cara das 3 vezes, lembra?

– 3 vezes ele foi repreendido pelo Mestre (igreja, santa ceia, prisão), ele negou Jesus por 3 vezes e 3 vezes foi Jesus teve de perguntar para ele: “Tu me amas?”. E Jesus pediu para Pedro apascentar suas ovelhas, todas as suas ovelhas.

Pedro ainda estava refletindo no significado da visão, quando os homens enviados por Cornélio chegaram à sua porta. E o Espírito disse para ele:

– “Simão, três homens estão na sua porta te procurando. Desça e vá com eles. Não lhes faça perguntas, fui Eu quem os enviei”.

Pedro obedeceu e disse aos homens:

– “Eu sou quem vocês estão procurando.”

– “Nós viemos da parte do centurião Cornélio. Ele é um homem justo e temente a Deus, respeitado por todo o povo judeu. E um santo anjo pediu para leva-lo até ele e ouvir o que você tem para dizer.”

Pedro os hospedou e no dia seguinte partiu com eles, levando alguns irmãos de Jope. Após um dia de viagem, eles chegaram à Cesareia e encontraram Cornélio, que os esperava, com seus parentes e amigos.

Quando Pedro ia entrando na casa, Cornélio se dirigiu a ele e se prostrou aos seus pés, adorando-o. Mas, Pedro o fez se levantar:

– “Não faça isto! Levante-se, eu sou homem igual a você.”

Este é o ponto alto desta história. Pedro e Cornélio estão dando os passos dentro de um processo que envolvia mudanças.

Pedro entrou, encontrou ali muitas pessoas e começaram a conversar:

– “Vocês sabem muito bem que estou fazendo algo totalmente fora dos padrões, por que os judeus não visitam e nem se associam com pessoas de outros povos. Mas, Deus me mostrou que eu não deveria chamar impuro ou imundo a homem nenhum. Que ninguém é melhor do que ninguém. Foi por isso, que eu vim sem fazer qualquer objeção. Posso perguntar por que vocês foram me buscar?”

Pedro está diante de uma provocação, diante de coisas que precisavam ser arrancadas de sua visão passada. Seus preconceitos o impediam de andar no novo processo que Deus estava estabelecendo para ele.

Cornélio explicou que o chamou, conforme a orientação do Senhor:

– “Que bom que você veio! Agora estamos todos aqui na presença de Deus, para ouvir tudo que o Senhor te mandou para nos dizer.”

Pedro e Cornélio foram provocados por Deus para um novo processo e agora começa a transformação.

Então Pedro começou a falar das boas novas:

– “Agora percebo verdadeiramente que Deus não trata as pessoas com parcialidade, mas de todas as nações aceita todo aquele que o teme e faz o que é justo. Vocês conhecem a mensagem enviada por Deus ao povo de Israel, que fala das boas novas de paz por meio de Jesus Cristo, Senhor de todos.”

Pedro narrou para eles toda a vida, morte e ressurreição de Jesus.

– “E nós somos testemunhas de tudo o que Jesus de Nazaré fez.”

Deus nos coloca em processos para nos influenciar, nos aperfeiçoar e nos abençoar.

Enquanto Pedro ainda estava falando estas palavras, o Espírito Santo desceu sobre todos os que ouviam a mensagem. E os judeus convertidos que vieram com ele não podiam acreditar no que viam, não podiam crer que o dom do Espírito Santo estava sendo derramado até sobre os gentios. Eles estavam falando em línguas e exaltando a Deus.

E Pedro ao ver aquilo, perguntou?

– “Pode alguém negar o batismo com água a essa gente? Eles receberam o Espírito Santo como nós!”

Então, ele ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo.

E, depois, eles pediram a Pedro que ficasse com eles alguns dias.

Quem é Pedro?! Quem é Cornélio?!

Pedro precisava vencer seus preconceitos para levar o Evangelho até os confins da terra. E Cornélio precisava crescer dentro do processo que ele já estava inserido, para continuar levando o Evangelho para seus amigos e parentes.

Pedro e Cornélio são pessoas como eu e você que precisavam ser aperfeiçoadas através das provocações de Deus, através de processos para enxergar as coisas invisíveis de Deus.

Existe mais uma coisa a aprender com esta história. Ela apresenta 2 casas:

– A casa de Simão, o curtidor de couro, que hospedou o apóstolo Pedro.

– E a casa de Cornélio que se abria para receber e ensinar pessoas, seus amigos e parentes, sedentos da Palavra.

Como é a sua casa?! Você recebe pessoas e as discipula?! Uma casa sacerdotal está sempre aberta para receber pessoas e testemunhar da Palavra.

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– XXX…

– Vimos nas suas ações ao curar Enéias e ressuscitar Tabita, o quanto Pedro tinha aprendido com o Mestre.

– XXX…

– Os olhos do Senhor estão sempre atentos àqueles que tem bondade e gratidão em seu coração…

E o que é a Igreja para você?! Queremos saber sua opinião… Deixe seus comentários em nossas redes

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos o crescimento, os testemunhos e novas perseguições da Igreja de Jesus.

E veremos, também, a morte de Tiago e a prisão de Pedro.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!


[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i06-para-todas-as-pessoas-de-todos-os-lugares

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

O IMPROVÁVEL

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Você está no PODCAST SBN, sejam bem-vindos e bem-vindas à mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Venha viajar conosco pelo primeiro século da nossa era. E se emocionar com a revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Foram 100 anos de história com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse até os nossos dias… O que movia os discípulos? Por que eles foram perseguidos? E como nem as portas do inferno deteve a Igreja que Jesus inaugurou?

Venha nos conhecer no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google. E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “O IMPROVÁVEL”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

O apedrejamento de Estevão marcou o fim da primeira fase da Igreja de Jesus. Uma fase cheia do poder do Espírito Santo, expressa por sinais, milagres e muita ousadia na apresentação da Palavra de Deus por seus discípulos em Jerusalém. Foram dias de muitas conversões, os novos seguidores passaram de cinco mil. E o senso de comunidade era muito forte entre eles.

No entanto, este crescimento extraordinário provocou inveja nos líderes do povo que não pouparam esforços para bloqueá-los. Começaram com prisões, interrogatórios, açoites até a morte de Estevão. E seguiram com uma forte perseguição que varreu a Igreja de Jesus em Jerusalém.

Era o começo (início) de uma nova etapa do maior empreendimento de todos os tempos.

– “Vocês receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em toda parte: em Jerusalém, em toda a Judeia, em Samaria e nos lugares mais distantes da terra.” (Atos 1:8)

Os discípulos foram dispersos pelas regiões da Judeia e de Samaria, mas isto não os impedia de anunciar as boas-novas a respeito de Jesus por onde eles passavam.

Filipe, um dos diáconos escolhidos pelos apóstolos, foi para a cidade de Samaria e lá começou a pregar para o povo sobre o Cristo. Ele atraiu multidões para ouvir sua mensagem, as pessoas ficaram encantadas com suas palavras, e ele realizou muitos sinais ali.

O Espírito do Senhor o dirigia em todas as suas ações. Ele expulsou muitos espíritos impuros que, aos gritos, deixavam suas vítimas, além de curar muitos paralíticos e aleijados. E houve grande alegria naquela cidade.

Estes acontecimentos atraíam muitas pessoas para o Evangelho, pessoas com más e boas intenções, como foram os casos de um feiticeiro chamado Simão e de um eunuco etíope.

Simão era um homem poderoso e admirado em Samaria, por suas práticas de feitiçaria há muitos anos, e ele ficou atraído pela pregação de Filipe e, junto com muitas pessoas daquele lugar, creu e foi batizado. Ele passou a seguir Felipe e ficava admirado com os sinais e milagres que ele realizava, mas ele não tinha o coração reto.

Os apóstolos ficaram sabendo do trabalho de Filipe em Samaria, e enviaram Pedro e João para ajuda-lo. Quando eles chegaram lá, reuniram os convertidos, oraram e impuseram as mãos sobre eles e eles receberam o Espírito Santo.

E Simão ao observar tudo isto, chegou até eles e ofereceu dinheiro para ter o poder que eles tinham:

– “Quanto vocês querem para me vender este poder que vocês têm, para que eu possa impor as mãos sobre as pessoas e elas recebam o Espírito Santo!”

– “Que seu dinheiro seja destruído com você. Como você pode imaginar que o dom de Deus poderia ser comprado! Olha, você não tem parte nem direito neste ministério, por que seu coração não é justo diante de Deus.”

E Pedro continuou dizendo:

– “Arrependa-se de sua maldade e ore ao Senhor. Talvez, Ele perdoe esses seus maus pensamentos, por que você está cheio de amarga inveja e é prisioneiro do pecado.”

Ao voltarem para Jerusalém, Pedro e João, pararam em muitas vilas samaritanas para anunciar as boas-novas de Jesus.

Filipe era sensível ao Espírito do Senhor e o anjo do Senhor disse para ele: – “Vá para o sul, para a estrada no deserto que liga Jerusalém a Gaza”.

Ele foi e encontrou no caminho um eunuco etíope, que era um alto oficial responsável pelos tesouros de Candace, a rainha da Etiópia. E ele estava voltando da adoração em Jerusalém.

O que era um eunuco?

O eunuco etíope era uma pessoa excluída duas vezes dentro da tradição judaica. Primeiro, ele era castrado, por causa de sua condição de servo de seu país, e por isso estava impossibilitado de receber a circuncisão e, depois, ele veio de uma região distante e excluída. Portanto, era impossível que ele fosse aceito pelos judeus.

Ele estava sentado em sua carruagem, enquanto lia em voz alta o livro do profeta Isaías. E o Espírito pediu para que Filipe se aproximasse dele.

Filipe, então se aproximou e perguntou para ele:

– “O senhor compreende o que lê?”

– “Como posso entender? Eu não tenho ninguém para me explicar?”

E o eunuco etíope convidou Filipe para subir na carruagem e sentar-se ao seu lado. Ele estava lendo a profecia de Isaías que dizia:

– “Ele foi levado como ovelha para o matadouro; como cordeiro mudo diante dos tosquiadores, não abriu a boca. Foi humilhado e a justiça lhe foi negada”.

Então Filipe, vendo suas dificuldades em compreender a Palavra, começou a lhe explicar as Escrituras e lhe anunciou as boas-novas a respeito de Jesus.

Um pouco depois, eles chegaram a um lugar onde havia água, o eunuco perguntou para ele:

– “Veja, aqui tem água! O que me impede de ser batizado?”

– “Nada o impede, se você crê de todo o coração.”

– “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.”

E assim Filipe o batizou. E quando saíram da água, o Espírito do Senhor, de repente, tomou Filipe e o levou. O eunuco não conseguiu mais vê-lo, mas seguiu viagem cheio de alegria.

E Filipe reapareceu mais ao norte, na cidade de Azoto, anunciou as boas-novas ali e seguiu pregando a Mensagem em todas as cidades ao longo do caminho, até chegar a Cesareia.

Simão era um homem rico e poderoso e queria comprar poder para si mesmo e para tirar vantagens dele. O eunuco etíope era um homem excluído e sofria preconceitos. Ele tinha sede da Palavra e Filipe, conduzido pelo Espírito, lhe deu as boas novas de Jesus e o batizou.

E o eunuco seguiu feliz da vida. (Conforme está escrito em Atos cap. 8)

[MÚSICA]

Não era mais a Igreja de Jerusalém, agora começava a Igreja de Jesus, até os confins da terra… Jerusalém deixou de ser o único lugar de salvação… As boas novas do Evangelho agora chegariam aos lugares mais distantes. E eles estavam precisando de um reforço especial para alavancar esta nova fase do projeto. E Jesus foi busca-lo no local e da forma mais improvável.

Talvez, você conheça pessoas que você diga: Esse não! Todos menos esse… Saulo era esse tipo de pessoa. Ele se movia pela ânsia de matar os discípulos do Senhor. Ele respirava perseguição. Por isso, ele foi até o sumo sacerdote e pediu cartas para perseguir os seguidores de Jesus nas sinagogas em Damasco, também, e levá-los para a prisão em Jerusalém.

Saulo imaginava que estava a serviço do Senhor, mas estava equivocado.

E quando estava a caminho de Damasco, de repente uma luz do céu brilhou ao seu redor. Tão forte que ele caiu no chão… e uma voz disse para ele:

– “Saulo, Saulo, por que você me persegue?”

– “Quem és tu, Senhor?”

– “Sou Jesus, a quem você persegue! Agora levante-se e entre na cidade, ali você receberá instruções sobre o que fazer.”

Os homens que estavam com ele ficaram calados e espantados. Eles ouviram a voz, mas não viram ninguém.

Quando Saulo se levantou e tentou abrir os olhos, percebeu que estava cego. E seus companheiros o conduziram pela mão até Damasco. E lá ele permaneceu, cego, por três dias, e durante este tempo ele não comeu nem bebeu nada.

Havia em Damasco um discípulo chamado Ananias, até este momento um desconhecido, e o Senhor o chamou numa visão:

– “Ananias! Vá à rua Direita, à casa de Judas. Ao chegar lá, pergunte por um homem de Tarso, chamado Saulo. Ele estava orando e Eu falei com ele numa visão. Eu disse para ele, que você irá lá e lhe imporá as mãos para que ele volte a enxergar.”

– “Senhor, esse não! Todos sabem das coisas horríveis que esse homem vem fazendo contra o teu povo em Jerusalém. E ele conseguiu até autorização dos principais sacerdotes para prender todos que invocam o teu nome!”

– “Vá Ananias, não se preocupe. Saulo é o instrumento que Eu escolhi para levar a minha mensagem aos gentios, aos reis e até para o povo de Israel. E o sofrimento acompanhará esta tarefa.”

Ananias foi ao encontro de Saulo e impôs as mãos sobre ele:

– “Irmão Saulo, o Senhor Jesus que apareceu para você, me enviou aqui para que você volte a enxergar e fique cheio do Espírito Santo”.

No mesmo instante, algo semelhante a escamas caiu dos olhos de Saulo, e a sua visão foi restaurada. Então, ele se levantou e Ananias o batizou.

E assim, Saulo se transformou de perseguidor em perseguido.

Depois de comer e recuperar as forças, Saulo permaneceu alguns dias em Damasco, com os discípulos. E logo, começou a pregar, nas sinagogas, que Jesus era o Filho de Deus.

E todos que o ouviam ficavam espantados:

– “Não é esse o homem que odiava os seguidores de Jesus em Jerusalém?

– “Será que ele não veio aqui para prender os discípulos e os levar para os principais sacerdotes?”

Apesar da desconfiança, a pregação de Saulo tornou-se cada vez mais poderosa. E ele deixava os judeus de Damasco perplexos e admirados ao provar que Jesus é o Cristo. (Conforme narrado em Atos 9:1-22)

A Igreja de Jesus crescia em meio à desafios, tribulações e perseguições.

E os discípulos seguiam pregando e realizando sinais.

Naqueles dias existia o ditado de que “todos os caminhos levam a Roma”, e ele poderia ser mudado para: “todos os caminhos levam à Jesus”.

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– Eu gostei muito deste episódio… Eu observei que encontramos todo tipo de pessoas diante dos sinais e milagres, inclusive aquelas que só queriam tirar proveito para si e aquelas sinceras que o Senhor fará coisas mirabolantes para salvá-las…

– Você viu que quando tudo parecia estar no fim, até diante dos desafios terríveis da perseguição a Igreja de Jesus crescia… Por que Jesus é quem edifica a Igreja…

– Eu fiquei curiosa sobre Saulo, sobre seu conhecimento e sobre os próximos passos dele dentro do maior empreendimento de todos os tempos…

– Calma Val, os próximos episódios irão revelar muitas coisas sobre este soldado, sobre a pessoa mais improvável que o Senhor poderia chamar para seu projeto…

E o que é a Igreja para você?! Queremos saber sua opinião… Deixe seus comentários em nossas redes

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos Saulo escapando daqueles que queriam mata-lo e seus desafios diante das desconfianças a cerca de sua conversão.

E veremos, também, Pedro enfrentando seus preconceitos para que as boas novas do Evangelho chegassem à todas pessoas e à todos os lugares.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!
[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/episodio-i-05-mixagem

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

CHEIOS DO ESPÍRITO

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Se você tem sede venha. Venha e receba de graça a água da vida. Você está no PODCAST SBN, sejam bem-vindos e bem-vindas à mais um episódio da serie: A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Esta é uma viagem pelo primeiro século da nossa era. Você irá se emocionar com a revolução que colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Foram 100 anos de história com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse até os nossos dias…

O que movia os discípulos? Por que eles foram perseguidos? E como nem as portas do inferno deteve a Igreja que Jesus inaugurou? Para onde eles estavam indo?

Conheça o PODCAST SBN no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google.

Queremos que você conheça nossas séries, assine, compartilhe e comente! E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “Cheios do Espírito”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

Jesus chamou muitas pessoas para o seguir. Era um processo que começava com um convite muito simples: “Venha e veja!”, mas era uma jornada de crescimento e comprometimento. Depois de algum tempo Ele disse: “Venha e permaneça!” “Eu sou a videira e vocês são os ramos e para que vocês produzam frutos, vocês precisam permanecer ligados a mim”. E por fim ele ensinou que era um convite de alto custo: “Venha e morra!”.

– “Se você quiser me seguir, negue-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Por que se você tentar se apegar à sua vida, você a perderá. Mas, se você abrir mão de sua vida por minha causa e por causa das boas-novas, você estará salvo.”

Em outras palavras:

– “Esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe. Por que se você se esquecer de si mesmo por minha causa e por causa do evangelho, você terá uma vida verdadeira.” (Baseado em Marcos 8:34-35, Mateus 16:24-25)

A missão dos discípulos em Jerusalém estava no auge. Eles atraíam muitas pessoas para o evangelho e realizavam muitos sinais e milagres no poder do Espírito Santo. O grupo dos seguidores de Jesus se agigantava. A missão estava “de vento em popa”. Mas, os processos de crescimento envolvem desafios.

Eles enfrentaram problemas de preconceitos e logísticas nos atos de cuidar um dos outros. Os judeus de fala grega se queixaram que suas viúvas estavam sendo discriminadas e negligenciadas na distribuição diária de alimento.

Diante disto, os apóstolos convocaram uma reunião para escolher e delegar pessoas para cuidar destes problemas, para que as ações de pregar e ensinar a Palavra de Deus não fossem afetadas.

Eles decidiram, então, escolher 7 homens que deveriam ser respeitados, cheios do Espírito e sabedoria. E isto agradou a todos. Assim, foram escolhidos Estevão, Filipe, Prócoro, Nicanor, Timom, Pármenas e Nicolau de Antioquia. Eram os primeiros diáconos da Igreja de Jesus. E os apóstolos oraram e impuseram as mãos sobre eles.

Esta ação trouxe novos impulsos para a mensagem de Deus. O número de discípulos se multiplicava em Jerusalém, e muitos sacerdotes também se converteram. A expansão do Reino de Deus crescia extraordinariamente.

Estevão, um dos escolhidos, era um homem muito especial, cheio de graça e poder, realizava milagres e sinais entre o povo. E ele se destacava ao pregar, ninguém era capaz de resistir suas palavras, por que Espírito de Deus lhe dava sabedoria.

Mas, isto incomodava muitos religiosos que para bloqueá-lo, subornaram e convenceram alguns homens a mentir a seu respeito:

– “Ouvimos Estevão blasfemar contra Moisés, e até contra Deus.”

Com isso, eles conseguiram agitar o povo, os líderes religiosos e os mestres da lei, e Estevão foi preso e levado ao conselho dos líderes do povo. E as falsas testemunhas declararam:

– “Nós ouvimos ele dizer que esse Jesus de Nazaré destruirá o templo e mudará até os costumes que Moisés nos deixou.”

Naquele momento, todos os membros do conselho quando olharam para Estevão, ficaram impressionados, por que viram que seu rosto resplandecia e parecia o rosto de um anjo. (Conforme Atos Cap. 6)

Aconteceu com Estevão, como aconteceu com Moisés depois que Deus falou com ele no Monte Sinai e com Jesus em enquanto orava no monte da transfiguração.

Conforme a benção sacerdotal de Moisés, em Números capítulo 6:

“O Senhor os abençoe e os guarde, o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre vocês e tenha misericórdia de vocês, o Senhor sobre vocês levante o seu rosto e lhes dê a paz.” (Números 6:23-26)

[MÚSICA]

No conselho de líderes, o sumo sacerdote, virou para Estevão e perguntou:

– “Estevão, o que essas pessoas estão dizendo sobre você, é verdade?”

Estevão destemidamente e cheio do Espírito, começou a falar:

– “Irmãos e pais, escutem! O glorioso Deus apareceu ao nosso antepassado Abraão quando este morava na região da Mesopotâmia, e lhe disse: Saia da sua terra e do meio dos seus parentes e vá para uma terra que eu lhe mostrarei. E assim Deus trouxe Abraão para esta terra onde vocês agora estão morando…”

Estevão não era um escriba, um teólogo, mas suas palavras, inspiradas pelo Espírito Santo, eram irresistíveis. Ele proferiu o sermão com o maior número de citações bíblicas já registrado na Bíblia.

Ele fez uma viagem sobre todo o Antigo Testamento, citando todos aqueles que foram chamados por Deus para o servir, Abraão, Jacó, José, Moisés, Josué, Davi, Salomão. Ele explicou como Deus os usou para salvar e libertar o seu Povo e como eles foram rejeitados também, conforme Jesus disse: “As raposas têm tocas onde morar e as aves têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem sequer um lugar para recostar a cabeça”. (Mateus 8:20)

No final do sermão, ele citou que foi Salomão quem construiu o Templo. Mas, o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos humanas, por que o Seu trono é o Céu e a terra é o suporte de seus pés.

– “Povo teimoso! Vocês têm o coração insensível e ouvidos fechados. Vocês ignoram o Espírito Santo, como fazem o que os seus antepassados fizeram também! Diga-me se houve pelo menos um profeta que seus antepassados não perseguiram? Vocês perseguiram até aqueles que predisseram a vinda do Justo! E quando Ele veio, vocês o traíram e o assassinaram! Vocês desprezam e desobedeceram a lei de Deus, embora a tenham recebido das mãos de anjos.”

As palavras de Estevão enfureceram aqueles que o acusava. Eles começaram a gritar ofensas, se encheram de fúria e até rangiam os dentes contra ele.

Mas Estevão estava cheio do Espírito Santo e só tinha olhos para o céu, para Deus, por que estava vendo a Sua Glória.

– “Olhem! Eu vejo os céus abertos e o Filho do Homem está em pé, no lugar de honra. Vejam Jesus está à direita de Deus!”

A multidão tapava os ouvidos e, gritando e vaiando, o arrastaram para fora da cidade e começaram a lançar pedras contra ele.

Os acusadores pediram para um jovem, chamado Saulo, que também perseguia os discípulos e assistia tudo, para cuidar de seus mantos, enquanto eles atiravam mais e mais pedras.

As pedras foi atingindo Estevão, até ele cair. E de joelhos, em seus últimos momentos, ele orou:

– “Senhor Jesus, recebe o meu espírito. Senhor, não os culpes por este pecado!”

E, assim ele caiu e morreu.  Estevão foi um tipo de Jesus. (Atos 7)

A partir daquele acontecimento, comeu uma grande onda de perseguição  e varreu a igreja de Jerusalém. Todos os discípulos foram dispersos para as regiões da Judeia e de Samaria, exceto os apóstolos que, junto alguns homens devotos, sepultaram Estevão e choraram profundamente.

Saulo se tornou o grande perseguidor dos seguidores de Jesus. Ele invadia casas, refúgios e qualquer lugar onde houvessem homens e mulheres missionários da Palavra de Deus. Ele não tinha nenhuma piedade, os arrastava para fora e os lançava na prisão. (Atos 8:1-3)

Seria o fim da Igreja de Jesus? As pedras que mataram Estevão seria o golpe final sobre o maior empreendimento de todos tempos? Parecia um golpe fatal…

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– Eu aprendi que podemos atrapalhar os planos com nossos preconceitos e que precisamos de seu Espírito na condução de seu projeto…

– Sim, o chamado de Jesus é para um crescimento a ponto de perdemos nossa vida e para vivermos o seu reino… É uma jornada de entrega e de morte…

– É um processo para sermos cheios do seu Espírito e quando Ele nos enche de poder, não existem fronteiras, nem medos para enfrentar as adversidades…

– E o mal sempre estará à nossa frente para tentar nos destruir e para tentar destruir os planos de Deus…

E o que é a Igreja para você?!

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos a Igreja de Jesus encontrando novos caminhos para levar as boas novas do Evangelho.

E veremos, também, histórias de falsa e de verdadeira fé e o inusitado chamado de um novo soldado.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos… Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i04-cheios-do-espirito

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

PODER E OUSADIA


[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Se você tem sede venha. Venha e receba de graça a água da vida. Sejam bem-vindos e bem-vindas ao PODCAST SBN, este é o terceiro episódio da série A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Esta é uma viagem pelo primeiro século da nossa era. Você irá se emocionar com os acontecimentos da maior revolução de todos os tempos…

Você vai entender por que o Cristianismo colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Foram 100 anos de história com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse aos nossos dias…

O que movia os discípulos? Por que eles foram perseguidos? E como nem as portas do inferno deteve a Igreja que Jesus inaugurou? Para onde eles estavam indo?

Conheça o PODCAST SBN no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google.

Queremos que você conheça nossas séries, assine, compartilhe e comente! E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “Poder e Ousadia”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

Quando Jesus apresentou o projeto de sua Igreja para seus discípulos, Ele explicou que seu principal objetivo era conectar pessoas ao Reino:

– “Vocês terão acesso livre e total ao Reino de Deus e chaves para abrir qualquer porta. O que vocês ligarem na terra será ligado no céu, e o que vocês desligarem na terra será desligado no céu”. (Mateus 16:19)

E ao entregar a missão para eles, o Mestre prometeu:

– “Estes sinais acompanharão vocês… Em meu nome, vocês receberão poder para fazer milagres, para expulsar demônios e para falar novas línguas. Se pegarem em cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal. E, quando puserem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados. (Marcos 16:17-18)

Estes ensinamentos faziam muito sentido naqueles primeiros passos da Igreja de Jesus, onde os desafios e obstáculos tantos internos e como externos estavam presentes.

O senso de comunidade era muito forte entre os discípulos e eles cuidavam uns dos outros, compartilhando o que possuíam com aqueles que precisavam de ajuda.

Mas, infelizmente isto não foi bem entendido pelo casal Ananias e Safira. Esta é uma história de arrepiar! Eles venderam uma propriedade e resolveram guardar uma parte do valor e dar outra parte como oferta. E não havia nada de errado nisto.

No entanto, eles mentiram ao dar sua oferta, afirmando que estavam doando todo o valor da propriedade. E Pedro ao perceber isto, confrontou Ananias:

– “Ananias, por que você deixou Satanás encher seu coração? Você mentiu para o Espírito Santo quando guardou parte do dinheiro para si.

A propriedade era sua para vender ou não, como quisesse. E, depois de vendê-la, o dinheiro também era seu, para doar ou não. Como pôde fazer uma coisa dessas? Você não mentiu para nós, mas para Deus!”

Ao ouvir essas palavras, Ananias caiu no chão e morreu. Um grande temor se apoderou de todos diante deste acontecimento. Em seguida, alguns jovens se levantaram, envolveram o corpo num lençol e o levaram para ser sepultado.

Algum tempo depois, Safira a esposa dele chegou e Pedro lhe perguntou:

– “Foi esse o valor que você e seu marido receberam pelo terreno?”

– “Sim, foi esse o valor.”

– “Como vocês puderam conspirar contra o Espírito do Senhor? Veja, aqueles jovens perto da porta. Eles sepultaram seu marido e, também, levarão você.”

No mesmo instante, ela caiu no chão e morreu. E os jovens entraram e levaram seu corpo para fora e a sepultaram ao lado do marido.

Todos sentiram um respeito profundo diante do fato e perceberam que com Deus não se pode brincar.

Não podemos viver de aparências!

[MÚSICA]

Era um grande momento da Igreja de Jesus, os discípulos trabalhavam muito e coisas maravilhosas aconteceram. Os apóstolos realizavam muitos sinais e maravilhas entre o povo. Todos se reuniam regularmente no templo, na parte conhecida como Pórtico de Salomão.

E quando estavam reunidos, embora fossem admirados, alguns hesitavam em se aproximar deles. Apesar disso, cada vez mais pessoas, multidões de homens e mulheres, criam no Senhor.

As pessoas chegavam a deixar os doentes em macas nas calçadas para que fossem tocados pela sombra de Pedro quando ele passasse.

Muita gente vinha das cidades ao redor de Jerusalém, trazendo doentes e endemoniados, e todos eram curados.

A fama dos apóstolos crescia e causava inveja nos líderes religiosos e eles entraram em ação e os colocaram numa prisão pública.

Mas, algo fantástico aconteceu! Um anjo do Senhor veio durante a noite, abriu as portas da prisão e os soltou:

– “Vão ao templo e transmitam ao povo esta mensagem de vida!”

E eles se lembraram do que o Mestre disse:

– “Eu vou edificar a minha Igreja. Ela será uma igreja tão exuberante e tão cheia de energia que nem as portas do inferno serão capazes de obstruir o seu avanço.”

E assim, os apóstolos entraram no templo e começaram a ensinar.

Mais tarde, os sacerdotes e oficiais se reuniram em conselho no Sinédrio, que ficava ao lado do Templo, e mandaram os guardas buscar os apóstolos na prisão. E eles chegando lá, não encontraram ninguém:

– “Encontramos a prisão bem trancada, com os guardas vigiando do lado de fora, mas, quando abrimos as portas, eles não estavam lá!”

– “E agora, os homens que os senhores puseram na cadeia estão no templo, ensinando o povo!”

Em seguida, o capitão e seus guardas foram até eles e, temendo que o povo os apedrejasse, prenderam os apóstolos sem violência.

O que era o Sinédrio?

O Sinédrio (Sanhedrim), na época de Jesus, era a Corte Suprema da lei dos Judeus. Era composto por sumo-sacerdotes, escribas e pessoas de destaque da sociedade judaica. A sua missão era administrar a justiça, interpretar e aplicar a Torá (Pentateuco ou Lei de Moisés). O Sinédrio representava o povo judeu perante as autoridades romanas.

Quando os guardas trouxeram Pedro e os apóstolos no Sinédrio, o sumo sacerdote os confrontou:

– “Nós não havíamos dado ordens estritas para que não ensinassem no nome desse homem Jesus? E, mesmo assim, vocês estão enchendo Jerusalém com esse seu ensino e, ainda, querem nos responsabilizar pela morte dele?!”

E Pedro respondeu:

– “Devemos obedecer a Deus antes de qualquer autoridade humana.

O Deus de nossos antepassados ressuscitou Jesus dos mortos, depois que os senhores o mataram, pendurando-o numa cruz e, agora, Ele está em Seu trono. E nós somos testemunhas dessas coisas e do Espírito Santo, que Deus dá àqueles que lhe obedecem”

As ousadas palavras de Pedro, os deixam furiosos. E enfurecidos, eles queriam matá-los.

No entanto, um fariseu chamado Gamaliel, especialista na lei e respeitado pelo povo, pediu para os apóstolos serem retirados da sala do conselho. E ele advertiu os líderes e os aconselhou a deixarem aqueles homens em paz e serem soltos:

– “Cuidado com o que vocês fazem com estes homens! Se o que eles planejam e fazem é meramente humano, logo fracassará. Mas, se é de Deus, não há nada que vocês possam fazer para impedir. Vocês podem acabar lutando contra Deus.”

Eles aceitaram o conselho de Gamaliel. Açoitaram os apóstolos, os advertiram para que não falassem mais em nome de Jesus e os soltaram.

Quando os apóstolos saíram da reunião do conselho, estavam alegres porque Deus os havia considerado dignos de sofrer humilhação pelo nome de Jesus.

E todos os dias, no templo e de casa em casa, continuavam a ensinar e anunciar que Jesus é o Cristo. E a Igreja de Jesus prosperava! (Atos 5)

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que você aprendeu hoje?!

– Eu sofri muito com o caso de Ananias e Safira, fiquei chocada, é difícil compreender. Mas, era um momento em que a verdade era necessária, pura e veemente, não havia espaços para mentiras e hipocrisias…

– Isso mesmo… Era o desenvolvimento da Igreja, do projeto de Jesus, que mesmo Ele edificou. E aqueles que estavam participando dele precisavam se comprometer… Este acontecimento trouxe receios entre as pessoas em Jerusalém… Alguns ficaram com medo de se aproximar…

– A importância dos discípulos no processo de conectar pessoas ao evangelho. O poder e ousadia que eles tinham é algo inimaginável, e que de fato ocorreu…

– Imagine, eles foram libertos da Prisão por um Anjo do Senhor e as portas continuaram trancadas… Creio que eles estavam o tempo se lembrando das palavras e ensinos do Mestre…

– Olho para tudo o que o povo buscava, independente das classes sociais… como nos tempos de Jesus… Eles só queriam a cura para seus males…

E o que é a Igreja para você?!

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos a Igreja de Jesus crescendo e se organizando.

E veremos, também, a perseguição chegando ao seu limite máximo.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos…

Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i03-poder-e-ousadia

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

O Poder no Nome de Jesus

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Se você tem sede venha. Venha e receba de graça a água da vida. Sejam bem-vindos e bem-vindas ao PODCAST SBN, este é o segundo episódio da série A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Esta é uma viagem pelo primeiro século da nossa era. Você irá se emocionar com os acontecimentos da maior revolução de todos os tempos…

Você vai entender por que o Cristianismo colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Foram 100 anos de história com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse aos nossos dias…

O que movia os discípulos? Por que eles foram perseguidos? E como nem as portas do inferno deteve a Igreja que Jesus inaugurou? Para onde eles estavam indo?

Conheça o PODCAST SBN no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google.

Queremos que você conheça nossas séries, assine, compartilhe e comente! E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[VINHETA ESPECIAL]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “O Poder do Nome de Jesus”

[MÚSICA]

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

O empoderamento do Espírito Santo e a vida em comunidade e desprendida de materialismo, marcaram os primeiros passos dos Discípulos, pautados pelos ensinos de Jesus.

– “Ouçam, eu os envio como ovelhas para o meio de lobos. Portanto, sejam espertos como serpentes e sem maldades como pombas.

Tenham cuidado, pois vocês serão presos e entregues aos tribunais e serão chicoteados nas sinagogas.

Por minha causa serão julgados diante de governantes e reis, mas essa será a oportunidade de falar a meu respeito a eles e aos gentios.

Quando forem presos, não se preocupem com o modo como responderão nem com o que dirão. Quando levarem vocês para serem julgados, não fiquem preocupados com o que deverão dizer ou como irão falar. Quando chegar o momento, Deus dará a vocês o que devem falar, o Espírito do Pai falará por meio de vocês.” (Mateus 10:16-20)

A ousadia estava presente em seus discursos:

– “Com a ajuda de gentios que desconheciam a lei, vocês o pregaram na cruz e o mataram.”

– “Portanto, saibam com certeza todos em Israel que a esse Jesus, que vocês crucificaram, Deus fez Senhor e Cristo!”

As palavras de Pedro partiram o coração dos que ouviam:

– “Vocês devem se arrepender, para o perdão de seus pecados, e cada um deve ser batizado em nome de Jesus Cristo…” (Atos 2:23-38)

No começo da missão eles agiam em Jerusalém e mantinham suas práticas e tradições judaicas. Certo dia por volta das três horas da tarde, Pedro e João, foram ao templo para o sacrifício da tarde e para orar.

Ao se dirigirem para o templo e se aproximarem da porta chamada Formosa, um homem aleijado estava sendo carregado para ali também…

Esta era uma das portas principais de entrada do templo e era um lugar ideal para mendigar, por que muitas pessoas passavam por ali. E mendigos e aleijados eram considerados índigos para entrar no Templo e, por isso, eles ficavam na entrada, do lado de fora do templo.

Quando Pedro e João estava passando, ele estendeu a mão e lhes pediu dinheiro. E Pedro virou-se para ele e disse:

– “Olhe para nós!”

O homem olhou para eles cheio de expectativa de receber alguma esmola.

– “Não tenho prata nem ouro, mas lhe dou o que tenho. Em nome de Jesus Cristo, o nazareno, levante-se e ande!”

Enquanto Pedro o ajudava a se levantar, seus pés e tornozelos foram curados e ele saltou e começou a andar.

Ele caminhou e, saltando e louvando a Deus, entrou no templo com eles, pela primeira vez. E todos que viram aquilo ficaram a admirados e perplexos.

Pedro ao perceber que muitos se aproximaram admirados, começou a pregar com poder e ousadia:

– “Povo de Israel, por que ficam surpresos com isso? Por que olham para nós como se tivéssemos feito este homem andar por nosso próprio poder ou devoção?

Foi o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos antepassados, quem glorificou seu Servo Jesus.

Aquele que vocês traíram. Aquele que Pilatos declarou inocente e vocês rejeitaram.

Vocês rejeitaram o Santo e Justo e pediram um assassino em seu lugar.

Vocês mataram o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos.

E nós somos testemunhas disto!

Pela fé no nome de Jesus, este homem que vocês veem e conhecem foi curado. A fé no nome de Jesus o curou diante de seus olhos.”

Pedro pregava ousadamente citando as escrituras e os profetas e mostrando que Jesus foi o cumprimento do que estava escrito e era a esperança do que estava por vir.

– “Agora, arrependam-se e voltem-se para Deus, para que seus pecados sejam apagados.

A fim de que, da presença do Senhor, venham tempos de renovação, e que Ele envie o Cristo, que já foi designado para vocês.” (Atos 3)

Pedro e João eram dois homens simples, mas cheios do poder de Deus. Sem condições financeiras, mas profundamente espirituais.

Eles deram para aquele homem, que mendigava ali por anos, algo que o dinheiro não pode dar.

Deus é assim Ele é poderoso para fazer infinitamente mais. Ele é poderoso para fazer além do que pedimos ou pensamos.

Pedro aproveitou a atenção dos ouvintes e mais uma vez anunciou a Jesus Cristo como o Filho de Deus e Salvador prometido

[MÚSICA]

A repercussão daquela cura em frente ao Templo trouxe duas reações: Primeiro atraiu pessoas para a transformação do evangelho e para se tornarem discípulos, e os que creram chegaram a cinco mil.

Mas, também, repercutiu negativamente entre os líderes religiosos.

Pedro e João foram confrontados pelos sacerdotes, pelo capitão da guarda do Templo e por saduceus. E eles os prenderam e, por que era noite, os colocaram na prisão até o dia seguinte.

Naquela época o Sinédrio era uma forma de poder. Um poder religioso, que exercia julgamentos entre os Judeus, a parte do poder político de Roma.

O conselho de líderes se reuniu, com Anás e Caifás, e mandaram trazer Pedro e João para os interrogar:

– “Quem deu autoridade para vocês? O que vocês pretendem com isto?”

– “Autoridades e líderes do povo, estamos sendo interrogados hoje porque realizamos uma boa ação em favor de um aleijado, e os senhores querem saber como ele foi curado.

Saibam senhores e todo o povo de Israel que ele foi curado pelo nome de Jesus Cristo, o nazareno, a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos.”

Pedro, então, começou a declarar que a morte e ressurreição do Senhor Jesus era parte do projeto de Deus para a humanidade e que não há salvação em nenhum outro! Não há nenhum outro nome debaixo do céu, em toda a humanidade, por meio do qual devamos ser salvos.

E os membros do conselho vendo a coragem de Pedro e João, ficaram fascinados e sem palavras, por que perceberam que eram homens comuns, sem instrução religiosa formal. Reconheceram também que eles haviam estado com Jesus. E se sentiram incapazes de fazer algo contra eles.

No entanto, eles ordenaram que Pedro e João fossem retirados da sala do conselho para elaborar uma estratégia contra eles.

E como não encontraram nada que pudessem incriminá-los, os chamaram de volta e os advertiram:

– “Vocês não podem ensinar ou falar sobre o nome de Jesus a mais ninguém.”

– “Os senhores acreditam que Deus quer que obedeçamos a vocês, e não a ele? Não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos!”

Os líderes fizeram mais ameaças, mas depois os deixaram ir, por que não encontraram nada contra eles para que fossem mantidos na prisão.

A resposta de Pedro foi fantástica: “… não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos”.

Não há nada mais perigoso ou ameaçador que um crente cheio de Deus!

Era o começo da perseguição e eles perceberam isto. Ao chegarem na comunidade, contaram tudo o que tinha acontecido e fizeram uma oração poderosa, pedindo a Deus que os capacitasse, fortalecesse e continuasse operando poderosamente entre eles, para que o Nome de Cristo fosse glorificado.

– “Ó Soberano Senhor, Criador dos céus e da terra, do mar e de todas as coisas. Tu falaste muito tempo atrás pelo Espírito Santo: Por que as nações se enfureceram tanto? Por que os poderosos se reúnem para se rebelar contra Ti e atacar o Seu povo?

E agora, Senhor, ouve as ameaças deles e nos conceda coragem para anunciar a tua palavra. Estende tua mão com poder para curar, e que sinais e maravilhas sejam realizados por meio do nome poderoso de Jesus”.

Enquanto oravam, o lugar onde estavam reunidos tremeu, e todos ficaram cheios do Espírito Santo e pregavam corajosamente a palavra de Deus.

Todos aqueles que creram estavam unidos ali em coração e mente (alma).

E, com grande poder, davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e sobre todos eles havia grande graça.

Eles não se consideravam donos de seus bens. E entre eles não havia necessitados, por que eles compartilhavam o que possuíam com aqueles que precisavam de ajuda.

Como foi o caso de José, a quem os apóstolos deram o nome Barnabé, que significa “Filho do encorajamento”. E ele era da tribo de Levi e tinha nascido na ilha de Chipre.

Ele vendeu um campo que possuía e entregou o dinheiro aos apóstolos. (Atos 4)

A atuação do poder de Deus era notória entre eles. Além dos milagres havia um ambiente de amor e devoção que fazia daquela igreja uma porção do céu na Terra.

[MÚSICA]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]


Val, o que aprendeu hoje?!

– O empoderamento dos discípulos e sua ousadia em apresentar Jesus, atraía muitas pessoas, mas provocava a inveja nos líderes religiosos.

– Pedro não perdia oportunidade para pregar e testemunhar do Mestre.

– A transformação que a Igreja de Jesus trazia ameaçava o poder religioso da época.

– Era o confronto de dois Templos. O Templo de Jerusalém que deixou de ser um lugar de justiça e o Templo que é Jesus, um reino eterno que os discípulos estavam implantando.

– O empreendimento de Jesus era uma comunidade unida de coração e alma. Uma comunidade que estava junto, orava junto e compartilhava tudo o que tinham.

E o que é a Igreja para você?!

 [VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos a Palavra de Deus prosperando como nunca foi visto antes, através da pregação dos discípulos.

E veremos, também, os obstáculos dentro e fora da comunidade do maior empreendimento de todos os tempos.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos…

Amém!


[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 2 – A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra…]


Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i02-o-poder-no-nome-de-jesus

Série A IGREJA DE JESUS! ATÉ OS CONFINS DA TERRA…, produzida pelo Ministério Só Boas Novas

Eu edificarei a minha Igreja…

[VINHETA 1 – ABERTURA]

Olá! Se você tem sede venha. Venha e receba de graça a água da vida. Sejam bem-vindos e bem-vindas ao PODCAST SBN, esta é a série A IGREJA DE JESUS, a história do maior empreendimento de todos os tempos…

Olá conectados e conectadas! Esta é uma viagem pelo primeiro século da nossa era. Você irá se emocionar com os acontecimentos da maior revolução de todos os tempos…

Você vai entender por que o Cristianismo colocou o mundo de cabeça para baixo, no poder do Espírito Santo…

Foram 100 anos de história com lutas, suor e sangue para que o Evangelho chegasse aos nossos dias…

O que movia os discípulos? Por que eles foram perseguidos? E como nem as portas do inferno deteve a Igreja que Jesus inaugurou? Para onde eles estavam indo?

Conheça o PODCAST SBN no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas, e nas plataformas de áudios: SoundCloud, Spotyfi, Apple e Google.

Queremos que você conheça nossas séries, assine, compartilhe e comente! E queremos conhecer você também!

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

[MÚSICA]

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

[VINHETA ESPECIAL]

Quando Pedro perguntou: SENHOR, PARA ONDE IREMOS?!

O Mestre lhe respondeu: ATÉ OS CONFINS DA TERRA!

A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!

Apresentaremos, hoje: “Eu edificarei a minha Igreja!”

[VINHETA 2 – A Igreja de Jesus! Até os confins da terra!]

Nas manhãs de Sábado ou Domingo, se você é um cristão, você deve ter o costume de se dirigir à uma igreja, sozinho ou junto com sua família e amigos, para um momento de adoração à Deus.

O que a maioria dos cristãos e os não cristãos não sabem é que a trajetória até estes agradáveis momentos de comunhão que temos, hoje, e tão presentes na cultura do mundo ocidental, foi construído através de uma história de lutas, suor e sangue.

E nesta série nós iremos viajar com você por esta história, principalmente, os 100 primeiros anos que foram decisivos na implantação do maior empreendimento de todos os tempos, criado por Jesus de Nazaré – A Igreja.

Jesus começou seu ministério com 30 anos, ao ser batizado por João Batista no Jordão. Ele escolheu e chamou muitos discípulos e 12 deles foram escolhidos como apóstolos.

Jesus andou com eles, os ensinou e os preparou para o maior empreendimento de todos os tempos, que foi narrado por Mateus, em seu evangelho, no capítulo 16.

Numa conversa íntima com seus discípulos Ele declarou:

– “Sobre a pedra, que nós representamos, Eu vou edificar a minha Igreja. Ela será uma igreja tão exuberante e tão cheia de energia que nem as portas do inferno serão capazes de obstruir o seu avanço”. (Mateus 16:13-20)

Aquela cena era o lançamento de um maravilhoso empreendimento, era o lançamento de uma revolução que incendiaria o primeiro século de nossa era. Este empreendimento trouxe esperança e salvação para todos.

Os passos seguintes foram intensos, os discípulos, que eram pessoas muitos simples, como eu e você, foram transformados pelo Mestre da Galileia. Eles aprenderam que precisavam se conectar à videira verdadeira, que era Jesus, para serem capazes de frutificar seu Evangelho, através de suas vidas.

Jesus os ensinou que o mais importante é o amor:

– “Amem uns aos outros. Assim como amei vocês. Desta maneira todos irão reconhecer que vocês são meus discípulos, quando virem o amor que vocês têm uns pelos outros”.  João (13:34-35)

No entanto, por causa deste empreendimento, Jesus foi julgado e crucificado. Mas, as portas da morte não puderam detê-lo e ao terceiro dia Ele ressuscitou.

Antes de ascender aos céus Ele prometeu um Consolador, o Espírito Santo, que os acompanharia e ensinaria no desenvolvimento deste empreendimento.

[MÚSICA]

Jesus os preparou e os enviou:

– “Vocês receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em toda parte: em Jerusalém, em toda a Judeia, em Samaria e nos lugares mais distantes da terra”. (Atos 1:8)

Eles se mantiveram juntos e orando por este propósito, em Jerusalém, conforme o Mestre pediu. E no dia de Pentecostes, quando eles estavam reunidos, veio do céu um som parecido como um poderoso vendaval, encheu toda a casa e eles não sabiam de onde vinha.

Em seguida, algo semelhante a chamas ou línguas de fogo pousou sobre cada um deles. Eles ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas. (Atos 2:2-4)

Os judeus e pessoas de todas as nações que viviam em Jerusalém, ao ouvirem o som das vozes, correram até lá e ficaram espantados, ao ouvirem, em seu próprio idioma, as coisas maravilhosas que Deus fez. (Atos 2:5,6)

Mas, muitos ficaram céticos com tudo aquilo por que eles eram pessoas simples da Galileia e acharam que eles estavam bêbados.

E Pedro começou a falar ousadamente:

– “Ouçam com atenção, todos vocês, povo da Judeia e habitantes de Jerusalém! Escutem o que eu vou dizer!

Estas pessoas não estão bêbadas, como alguns de vocês estão pensando, por que são apenas nove horas da manhã. Pelo contrário! O que vocês estão vendo foi predito há muito tempo pelo profeta Joel:

– Nos últimos dias, o Senhor derramará seu Espírito sobre todo tipo de pessoa. Seus filhos e suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, e os velhos terão sonhos. Até mesmo sobre servos e servas, e eles profetizarão. Mostrarei maravilhas no céu e sinais na terra…

Mas, todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

Pedro testemunhou sobre tudo o que Jesus de Nazaré fez, seus milagres, maravilhas e sinais. E como ele foi traído e crucificado, e como Deus O ressuscitou e o libertou dos horrores da morte. A morte não foi capaz de segurá-Lo…

E, conforme foi prometido, o Pai lhe deu o Espírito Santo. O mesmo Espírito que Ele derramou sobre nós, como vocês estão vendo e ouvindo hoje…

– Vocês devem se arrepender, para o perdão de seus pecados, e cada um deve ser batizado em nome de Jesus Cristo, para que recebam o dom do Espírito Santo.”

Naquele dia, cerca de três mil pessoas, ficaram convencidas com as palavras de Pedro, foram batizados e passaram a se dedicar de coração ao ensino dos apóstolos, à comunhão, ao partir do pão e à oração com eles.

Havia grande alegria e generosidade em suas reuniões, nos lares. E eles compartilhavam o que possuíam com os necessitados, comiam e louvavam o Senhor juntos. O povo da cidade apreciava o que via. E, a cada dia, o número deles aumentava, com aqueles que o Senhor lhes acrescentava. (Atos 2:1-47)

[MÚSICA]

Na cruz, Jesus consumou sua missão, o véu do santuário foi rasgado de alto a baixo e Ele inaugurou o maior empreendimento de todos os tempos – A Igreja.

Estamos no ano 30 de nossa era, estava começando a revolução que incendiaria o primeiro século.

A partir daquele momento pelo poder do Espírito, o mundo seria colocado de cabeça para baixo diante dos ensinamentos do Mestre da Galileia, através de seus discípulos. É por isso, que a história deste mundo é dividida entre antes e depois do Cristo Vivo.

O cristianismo recebeu do Mestre da Galileia a maior missão de todos os tempos:

– Chegou a hora de vocês irem pelo mundo e anunciar as boas novas para todas as pessoas, de todos os lugares.

Façam discípulos, batizem em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinem a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei.

Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.

Estes sinais acompanharão vocês: em meu nome vocês expulsarão demônios, falarão novas línguas, pegarão em serpentes, e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal nenhum, colocarão as mãos sobre os doentes, e eles ficarão curados.

E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”.

E eles foram, cheios de alegria e empoderados pelo Espírito Santo…

Mas, estes foram apenas os primeiros passos do que estava por vir…

[VINHETA 3 – A Igreja de Jesus! O maior empreendimento de todos os tempos!]

SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Até os confins da terra!


Val, o que aprendeu hoje?!

– Que a Igreja é um projeto de Jesus.

– Jesus criou o projeto da Igreja e seus alicerces… Treinou discípulos e deu a visão do empreendimento… E prometeu que estaria junto com eles… Ele é o que edifica a Igreja

– Eles aceitaram o projeto de Jesus se lançaram nele com todas as suas energias e foram transformados enquanto faziam…

E você, Jonas, o que esta Palavra te ensinou?

– A igreja é mais que um templo ou uma instituição, é uma comunidade. É uma missão… É um projeto de vida…

– Estes foram os primeiros passos… o melhor da história da igreja ainda estava por vir

E o que é a Igreja para você?!

[MÚSICA]

[VINHETA 6 – ESTA É A HISTÓRIA DA IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]

No próximo episódio, veremos os primeiros passos dos discípulos na construção da Igreja de Jesus.

E veremos também as primeiras dificuldades e obstáculos do maior empreendimento de todos os tempos.

No próximo episódio venha ver:

A IGREJA DE JESUS – Até os confins da terra!

Meu pai, nós somos gratos e te louvamos por sua graça e misericórdia, por nos criar e pela salvação em Cristo Jesus. Nós te louvamos por nos incluir em seus planos e por aqueles que, antes de nós, lutaram e deram seu suor e sangue para que as boas novas do Evangelho chegassem até aqui.

E oramos, em nome de Jesus, para que o Senhor abençoe a tua Igreja, nos ensine a te servir e abençoe a todos aqueles que nos ouvem.

E todos nós dizemos…

Amém!

[VINHETA 5 – SENHOR, PARA ONDE IREMOS?! – Só o Senhor tem as palavras que dão vida eterna!]

Quer apoiar o Ministério Só Boas Novas?! Acesse www.soboasnovas.com.br e clique no botão DOAR.

E, se você se sentiu abençoado com este episódio, você pode nos ajudar divulgando e compartilhando este e outros materiais do PODCAST SBN. Acesse no site podcast.soboasnovas.com.br, no youtube.com/soboasnovas e nas plataformas de áudios: SoundClound, Spotyfi, Apple e Google.
Então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

[VINHETA 3 – A IGREJA DE JESUS – O maior empreendimento de todos os tempos!]
Esperamos você no próximo episódio! Até lá!
[VINHETA 4 – FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/ep-i01-eu-edificarei-a-minha-igreja