Série O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?, produzida pelo Ministério Só Boas Novas para o programa INCOMPARAVELMENTE LINDO exibido na WebRádio MANECO FM

[VINHETA ABERTURA] O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

QUEM SE APROXIMOU?!

[VINHETA ABERTURA]

Olá! Está na hora de mais um episódio da série: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?! Obrigado por estar conectado conosco! Sejam bem-vindos… Seja bem-vinda Val!

Olá Jonas, …

Sabe Val, esta série é uma jornada para responder a pergunta:

– O que eu faço para herdar a vida eterna?

E esta pergunta já foi feita por muitas pessoas de todas as classes sociais e econômicas e, talvez, por você…

Por isso, é que podemos dizer que a sua resposta tem tudo a ver com: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Se você quiser nos conhecer melhor, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

Então é só acessar, assinar nossos canais e compartilhar!

Antes de ouvirmos o episódio de hoje, chegou a hora da Série MINUTO com o nosso parceiro, o Pr. Paulo Matos: “PECADO”

[VINHETA MINUTO] + [VIDEO MINUTO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Ele fez muitos milagres Ele transformou água em vinho e multiplicou pães

Ele curou pessoas doentes, cegos, paralíticos Ele pregava sobre um novo Reino

Ele Ressuscitou pessoas mortas Ele tinha muitos seguidores

Ele ensinava umas coisas legais Ele brigou com os líderes religiosos

Ele expulsou demônios Ele era de Nazaré

Ele foi crucificado Ele andou sobre as águas

Ele era odiado por algumas pessoas Ele falava por parábolas

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esta jornada é sobre o Evangelho – O Evangelho como você nunca viu antes!

E o episódio de hoje é QUEM SE APROXIMOU?

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O grande confronto do Ministério de Jesus foi com os Fariseus e Líderes religiosos.

Mas, qual era causa de desacordo entre Jesus e eles?

A resposta tem raiz na hipocrisia. Enquanto os fariseus e líderes religiosos se preocupavam com eles mesmos e com um modo de manter sua própria pureza, a prioridade de Jesus Cristo era com os outros – “buscar e salvar o que estava perdido”.

Eles queriam impressionar, serem notados e admirados. Amavam o dinheiro, viviam em função de rituais e das aparências. Se postavam como guias e líderes do povo, mas eram cegos no entendimento da Palavra.

Diante deles, o Mestre foi enfático ao se comparar a um médico que se dedica a cuidar de doentes, sem se preocupar com o risco de se contagiar. Quando criticado por receber e comer com pecadores, ele se comparou com um pastor em busca da ovelha perdida: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar justos, mas pecadores”.

Jesus denunciou publicamente como era prejudicial ao ser humano se apegar a regras, normas escritas e tradições.

As duras palavras do Mestre, nos dias atuais, poderiam ser ditas assim:

Ai de vós, políticos falsos! Prometem uma vida melhor para aqueles que vocês representam, mas pensam somente em devorar o dinheiro e a vida das pessoas!

Ai de vós, racistas e preconceituosos! São capazes de matar o próximo por causa da singularidade de cada um, mas escondem suas podridões!

Ai de vós, pastores e padres e entendidos de Bíblia! Dominam e alienam as “almas” somente para obter vantagens desses corpos sofridos!

E, por fim: “Ai de todos nós, que não fazemos o mínimo para lutar contra a injustiça na sua comunidade”. Pois, quando chegarmos à presença do Cristo ressuscitado, receberemos sua repreensão: os urubus fizeram mais pelo mundo do que vocês! Precisamos ser amáveis, úteis, justos e misericordiosos!   

O que distinguia Jesus dos fariseus era, em uma palavra, a graça. Ele veio para buscar e salvar pecadores. Ele tinha compaixão daqueles que sofriam e estavam desiludidos com as falsidades da religião da época e disse: “Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as pesadas cargas da hipocrisia, e eu lhes darei descanso. Venham aprender comigo, por que sou manso e humilde e não porei fardos pesados sobre vocês.” (Mt. 18:28-30)

Certo dia, um especialista da lei correu até o Mestre para resolver seu grande dilema:

– “Senhor, o que preciso fazer para herdar a vida eterna?”

Na realidade, ele queria saber quais as regras que ele deveria cumprir para ter a eternidade.

 Jesus olhou para ele e disse:

– “Você conhece muitas leis, não é? Mas, se você não entender que o importante é amar o Senhor, seu Deus, com todo o seu coração e todas as suas forças e amar o seu próximo como a você mesmo, você não alcançará o Reino de Deus.”

Ele continuou confuso em meio a tudo o que ele acreditava ser certo e perguntou:

– “Mestre, mas quem é o meu próximo?”

Então, Jesus lhe propôs uma história:

“Certo homem descia pela estrada que ligava Jerusalém a Jericó e que era muito perigosa e propícia a assaltos e emboscadas e lá ele foi atacado por bandidos. Eles não só roubaram tudo o que tinha, inclusive suas roupas, mas o espancaram e fugiram, deixando-o quase morto à beira da estrada.

Pouco depois, um sacerdote passou por ali e, quando viu o homem caído, atravessou para o outro lado da estrada e foi embora.

Em seguida, um religioso levita, que fazia o mesmo caminho, viu o homem caído, mas também não se importou com ele, e passou de longe.

Então veio um samaritano e, ao ver o homem, teve compaixão e se aproximou dele. Imediatamente, tratou de seus ferimentos com óleo e vinho e os enfaixou. Depois, colocou o homem em seu jumento e o levou até uma hospedaria, para ser cuidado.

No dia seguinte, deu duas moedas de prata ao dono da hospedaria e disse:

– “Cuide deste homem. Se você precisar gastar a mais com ele, ponha na minha conta, que na minha volta eu lhe pagarei”.

Esta história tem três personagens: Um sacerdote, um levita e um samaritano. O sacerdote e o levita eram religiosos que desciam de Jerusalém para Jericó e, provavelmente, voltavam do culto no templo que ficava em Jerusalém. O homem ferido parecia semimorto e tocá-lo os tornariam impuros e não poderiam participar das cerimônias. Eles poderiam correr o risco e praticar um ato de compaixão, que também fazia parte da lei, mas isto não ocorreu.

O samaritano tinha muitos motivos para ver a mesma coisa por que era considerado pelos judeus uma pessoa de segunda qualidade, indigna, um inimigo, mas foi ele, justamente, que teve compaixão e fez de tudo para salvar aquele homem.

Esta poderia ser uma história de um nobre judeu ajudando um necessitado e isto agradaria muito o especialista da lei e a plateia, mas era uma história sobre nossos sentimentos de egocentrismo e etnocentrismo. E no final dela, Jesus olhou para o especialista da Lei e perguntou:

– “O que você acha? Qual dos três você diria que foi o próximo do homem atacado pelos bandidos?”

– “Aquele que teve misericórdia dele.”

– “Então, se você quer herdar o Reino de Deus, vá e faça o mesmo”.

Isto significava negar a si mesmo e seguir o Mestre. (Lucas 10:25-38)

A grande questão é: Quem se aproximou? Se você tem dúvida de quem é o seu próximo, é por que está te faltando se aproximar de alguém.

E o conselho de Tiago 1:22 para nós, é: “Não se limitem a ouvir a palavra, mas a ponham em prática. Do contrário, só enganarão a si mesmos”.

Será que o homem ferido era um Judeu? É bem possível! A atitude de bondade do samaritano foi se aproximar e ter uma ação de amor ao próximo. Uma atitude de quem vive o Reino hoje.

– “Faça isto e viverás!”.

Para os ladrões: “O que é teu é meu, e o tomarei”.

Para o sacerdote e o levita: “O que é meu é meu, e o guardarei”.

E para o samaritano: “O que é meu é teu, e eu te darei”.

Jesus estava no templo em Jerusalém e alertou a multidão:

– “Cuidado com os mestres da lei! Eles gostam de se exibir com suas vestes longas e de receber elogios publicamente e de se sentar em lugares de honra nas sinagogas e à cabeceira da mesa nos banquetes!

No entanto, eles exploram o tempo todo as viúvas, os fracos e os indefesos. Eles ficam fazendo longas orações em público, mas isto não adianta, no final ele pagarão por tudo isto”.

Depois Ele se sentou perto da caixa de ofertas do templo e ficou observando o povo colocar o dinheiro.

Os ricos contribuíam com grandes quantias e, possivelmente, o barulho de suas moedas chamavam a atenção. Mas, uma viúva pobre se aproximou e colocou duas moedas pequenas.

Jesus vendo isto, chamou seus discípulos e disse: “Vejam, todos deram o que estava sobrando, mas essa viúva depositou uma oferta maior do que todos os outros. Ela, apesar de sua pobreza, deu tudo o que tinha”.

(Marcos 12:38-44, Lucas 21:1-4)

Aquilo se completava com o que Mestre já havia ensinado e registrado por Mateus 6:19-21: “Onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.”

A viúva pobre deu tudo o que tinha, sua maior oferta. E em alguns dias, Jesus daria a sua vida.

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!


Os fariseus e líderes religiosos estavam cegos por suas religiosidades e só viram em Jesus motivos para O criticar.

Os pecadores viram no convite do Mestre a única possibilidade para alívio de suas cargas e para sua salvação.

Os discípulos viram e aprenderam com Jesus o caminho para viver o Reino de Deus.

O Sacerdote e o Levita procuram se desviar do homem ferido, mas o samaritano se aproximou e fez tudo o que podia, por que viu uma oportunidade para viver o Reino hoje.

Muitas pessoas não o viram.

Os ricos, fariseus e mestres da lei só viam oportunidades para viver uma vida de aparências, mas a viúva pobre viu que a salvação é entregar tudo.

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

No próximo episódio, veremos Jesus, em Jerusalém, ensinando e preparando seus discípulos para o grande momento de sua missão.

Veremos o Mestre ensinando sobre o fim dos tempos.

E, veremos, também, os sacerdotes e líderes religiosos tramando como prender e matar Jesus.

E você? O que você vê em Jesus?

O que você vê em Jesus responderá a grande pergunta: O QUE EU FAÇO PARA HERDAR A VIDA ETERNA!?

No próximo episódio venha ver: O evangelho como você nunca viu antes.

Meu pai, bondoso Tu és! Nós te louvamos por que a graça da salvação em Cristo Jesus nos alcançou! E por esta graça e em nome de Jesus, nós declaramos uma benção sobre a vida do meu irmão e da minha irmã que estão nos ouvindo… Amém!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Você pode nos encontrar, nos conhecer, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

E, se você se sentiu abençoado com este Podcast, então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA FECHAMENTO]

– Jonas de Souza Netto

Série O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?, produzida pelo Ministério Só Boas Novas para o programa INCOMPARAVELMENTE LINDO exibido na WebRádio MANECO FM

[VINHETA ABERTURA] O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

O BOM PASTOR

[VINHETA ABERTURA]

Olá! Está na hora de mais um episódio da série: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?! Obrigado por estar conectado conosco! Sejam bem-vindos… Seja bem-vinda Val!

Olá Jonas, …

Sabe Val, esta série é uma jornada para responder a pergunta:

– O que eu faço para herdar a vida eterna?

E esta pergunta já foi feita por muitas pessoas de todas as classes sociais e econômicas e, talvez, por você…

Por isso, é que podemos dizer que a sua resposta tem tudo a ver com: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Se você quiser nos conhecer melhor, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

Então é só acessar, assinar nossos canais e compartilhar!

Antes de ouvirmos o episódio de hoje, chegou a hora da Série MINUTO com o nosso parceiro, o Pr. Paulo Matos: “PARASITA”

[VINHETA MINUTO] + [VIDEO MINUTO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Ele fez muitos milagres Ele transformou água em vinho e multiplicou pães

Ele curou pessoas doentes, cegos, paralíticos Ele pregava sobre um novo Reino

Ele Ressuscitou pessoas mortas Ele tinha muitos seguidores

Ele ensinava umas coisas legais Ele brigou com os líderes religiosos

Ele expulsou demônios Ele era de Nazaré

Ele foi crucificado Ele andou sobre as águas

Ele era odiado por algumas pessoas Ele falava por parábolas

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esta jornada é sobre o Evangelho – O Evangelho como você nunca viu antes!

E o episódio de hoje é O BOM PASTOR

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

“Eu vou ser claro com vocês: quem entra no curral das ovelhas às escondidas, pulando a cerca ou arrombando a porta, é certamente um ladrão, um assaltante!

O pastor das ovelhas entra pela porta e as chama pelo nome. As ovelhas se aproximam dele, por que reconhecem a sua voz. Então, ele as chama pelo nome e elas o seguem porque sabem que ele é o pastor”.

“Eu vou ser explícito agora: Eu sou a porta das ovelhas. Outros vieram antes de mim que eram ladrões e assaltantes, mas as minhas ovelhas não os ouviram. Sim, eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo e será bem cuidado”.

“Prestem atenção: O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir. Eu vim para lhes dar vida, uma vida plena e completa.

Eu sou o bom pastor. O pastor que se sacrifica pelas suas ovelhas.

Quando um lobo se aproxima, muitos fugirão e abandonarão as ovelhas porque elas não lhes pertencem”.

“Eu sou o bom pastor e conheço minhas ovelhas e elas me conhecem.

Assim como meu Pai me conhece e eu o conheço, por que eu dou a minha vida pelas ovelhas. Eu tenho outras ovelhas, que não estão neste curral e eu as trarei também. Elas ouvirão minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor”.

“O Pai me ama, por isso posso sacrificar a minha vida e a tê-la de volta. Foi isso o que meu Pai ordenou”.

Após suas palavras, houve uma grande divisão de opiniões entre os judeus:

– “Ele está possuído por demônios ou está louco. Por que estamos perdendo tempo em ouvi-Lo?”.

– “Ele não é louco ou possuído por demônios. Um maluco não pode abrir os olhos de um cego?”. (João 10:1-21)

Certa ocasião, Jesus estava atravessando a cidade de Jericó. E lá morava um homem chamado Zaqueu, que era o chefe dos cobradores de impostos, ele era muito rico e tinha uma péssima reputação.

Os coletores de impostos eram odiados pelos judeus e vistos como traidores, por que trabalhavam para o Império Romano e roubavam o seu próprio povo.

Zaqueu desejava muito ver Jesus, mas era muito baixinho e não conseguia olhar por cima da multidão. Então, ele teve a ideia de subir numa figueira, que ficava no caminho por onde Jesus passaria.

Em cima da árvore, ele pensava que poderia passar desapercebido, mas quando Jesus chegou lá, olhou para cima e disse para ele:

– “Zaqueu, desça logo daí! Hoje eu vou me hospedar em sua casa”.

Zaqueu não esperava por aquilo, pulou da árvore rapidamente e, com alegria, foi com Jesus para sua casa.

Aqueles que presenciaram isto, não se conformaram e começaram a se queixar:

– “Como Ele pode se hospedar na casa de um pecador?!”.

Quando chegaram em sua casa, Zaqueu não se conteve, olhou para Jesus e disse:

– “Senhor, eu sei que tenho explorado as pessoas e muitos me odeiam por causa disto. Mas, eu tomei uma decisão: Vou dar metade das minhas riquezas aos pobres. E, se eu explorei alguém na cobrança de impostos, devolverei quatro vezes mais!”.

Jesus olhou para ele e disse:

– “Zaqueu, hoje chegou a salvação em sua casa, por que você também é filho de Abraão. E o Filho do Homem veio buscar e salvar os perdidos”. (Lucas 19:1-10)

Zaqueu desejou ser salvo, teve coragem para enfrentar os obstáculos, foi humilde para reconhecer seus pecados e que precisava do Mestre para transformar sua vida. E como está escrito (Jeremias 29:13): “– Vocês me buscarão, e me acharão, se me buscarem de todo o coração”.

Muitos outros cobradores de impostos e pecadores vieram até Jesus e Ele os ensinava. Mas, os Fariseus e Mestres da lei começaram a criticá-Lo:

– “Ele recebe pecadores e até se senta à mesa com eles!”

Então, o Mestre propôs uma sequência de três parábolas, que foram relatadas no capítulo 15 do evangelho de Lucas.

Esta série de parábolas, da ovelha perdida, da moeda perdida e do filho pródigo, contada por Jesus, revela que a consciência de perdição e salvação varia de acordo com a pessoa, mas o Senhor tem uma estratégia para resgatar todos os perdidos e os Céus se alegram quando eles são resgatados.

Na parábola da Ovelha perdida, vemos a atitude do Pastor para com elas e, em especial, para com a ovelha perdida. Ela, inocentemente, se afastou do rebanho, acabou se perdendo e se viu em grande perigo. Ela é a imagem do perdido que não consegue voltar sozinho e necessita ser resgatado.

O Pastor quando percebe que a perdeu, corre para encontrá-la.

E quando a encontra, coloca-a alegremente sobre os ombros e vai para casa. Ao chegar, reúne seus amigos e vizinhos e diz:

– “Vamos comemorar, eu encontrei minha ovelha perdida”.

Na parábola da Moeda Perdida, o perdido não tem consciência de que está perdido, ele nem sabe o que está acontecendo. Para ele está tudo bem e não há nada de errado com ele. É a imagem da irresponsabilidade.

A mulher que possuía dez moedas, quando percebeu que perdeu uma delas, acendeu as luzes e varreu e vasculhou a casa toda até encontrá-la. E quando a encontrou, reuniu as amigas e vizinhas e disse:

– “Vamos comemorar, eu encontrei minha moeda perdida”.

A parábola do Filho Pródigo é a mais rica das três e podemos aprender muito com os três personagens: O pai, o filho mais novo e o filho mais velho.

A história envolve um filho mais novo que se perde, ao decidir sair de casa, levando consigo sua parte da herança e assumir o risco de uma investida que poderia não ter volta. E, após uma série de decisões inconsequentes, em meio a fantasias e luxurias, ele se encontrou em total miséria.

Por sua vez, o pai que representa o próprio Deus, respeitou a liberdade de decisão do filho, mas continuou esperando por sua volta.

E quando o filho arrependido decidiu voltar à casa do pai, “Estando ainda longe, viu seu pai que, cheio de compaixão, correu, o abraçou e o beijou”.

O pai, então, providenciou novas vestimentas para seu filho e promoveu uma festa:

– “Vamos comemorar, este meu filho estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi achado”.

No entanto, o filho mais velho, ficou sabendo do acontecimento e não gostou nada disto. Ficou tão irado que nem quis participar da festa, mas o pai foi procurá-lo:

– “Meu filho, você está sempre comigo, e tudo o que tenho é seu. Venha comemorar e se alegrar conosco, porque seu irmão voltou, ele estava perdido e foi achado”.

Na realidade, os dois filhos tinham mais interesses nas coisas do pai do que o desejo de estar com ele. O mais novo pegou a herança e saiu para gastá-la descontroladamente e o mais velho se sentia merecedor de todas coisas do pai e as queria só para si.

A casa do pai é um lugar de festa e é onde Ele quer estejamos. E o melhor destas parábolas é saber que Deus não se alegra com a perda de quem quer que seja, mas espera ansiosamente por nossa volta. E Jesus de Nazaré, foi o Deus encarnado que veio para salvar o perdido e mostrar sua misericórdia e perdão.

Certo dia, um especialista da Lei, perguntou para o Mestre:

– “Senhor, qual é o mandamento mais importante da lei de Moisés?”.

– “O primeiro grande mandamento é este: Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração e de toda a sua inteligência. E o segundo, que é muito importante também, é este: “Ame o seu próximo como a você mesmo”.

Estes mandamentos são como os elos de uma corrente. Toda a lei e todas as exigências dos profetas se baseiam nesses dois mandamentos”. (Mateus 22:35-40)

O Mestre foi ainda mais profundo sobre isto quando declarou:

– “Deixem-me dar a vocês um novo mandamento: Amem uns aos outros. Assim como eu amei vocês, assim vocês devem amar uns aos outros. Por que só assim o mundo reconhecerá que vocês são meus discípulos, quando virem o amor que vocês têm uns pelos outros”. (João 13:34,35)

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

As ovelhas sabem quem é o pastor e reconhecem a sua voz.

Quando o mestre falava de seu poder, parte da multidão via nele um maluco ou um possuído por demônios e outra parte via nele algo que só poderia vir de Deus.

Zaqueu, em cima da figueira, queria apenas ver Jesus, mas o Mestre lhe ofereceu uma grande oportunidade de transformação.

Os perdidos, representados pela ovelha perdida, pela moeda perdida e pelos filhos perdidos, viram que o Senhor tem uma estratégia para salvar a todos e Jesus veio para nos mostrar isto.

Muitas pessoas não o viram.

E as pessoas viram através de Jesus que o pai preparou uma festa em sua casa, para comemorar o nosso resgate e salvação.

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

No próximo episódio, veremos Jesus criticando os Fariseus e Mestres da lei.

Veremos o Mestre ensinando sobre quem é o meu próximo.

E, veremos, também, Jesus falando sobre os acontecimentos futuros.

E você? O que você vê em Jesus?

O que você vê em Jesus responderá a grande pergunta: O QUE EU FAÇO PARA HERDAR A VIDA ETERNA!?

No próximo episódio venha ver: O evangelho como você nunca viu antes.

Meu pai, bondoso Tu és! Nós te louvamos por que a graça da salvação em Cristo Jesus nos alcançou! E por esta graça e em nome de Jesus, nós declaramos uma benção sobre a vida do meu irmão e da minha irmã que estão nos ouvindo… Amém!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Você pode nos encontrar, nos conhecer, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

E, se você se sentiu abençoado com este Podcast, então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA FECHAMENTO]

– Jonas de Souza Netto

Série O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?, produzida pelo Ministério Só Boas Novas para o programa INCOMPARAVELMENTE LINDO exibido na WebRádio MANECO FM

[VINHETA ABERTURA] O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!

[VINHETA ABERTURA]

Olá! Está na hora de mais um episódio da série: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?! Obrigado por estar conectado conosco! Sejam bem-vindos… Seja bem-vinda Val!

Olá Jonas, …

Sabe Val, esta série é uma jornada para responder a pergunta:

– O que eu faço para herdar a vida eterna?

E esta pergunta já foi feita por muitas pessoas de todas as classes sociais e econômicas e, talvez, por você…

Por isso, é que podemos dizer que a sua resposta tem tudo a ver com: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Se você quiser nos conhecer melhor, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

Então é só acessar, assinar nossos canais e compartilhar!

Antes de ouvirmos o episódio de hoje, chegou a hora da Série MINUTO com o nosso parceiro, o Pr. Paulo Matos: “SENSIBILIDADE”

[VINHETA MINUTO] + [VIDEO MINUTO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Ele fez muitos milagres Ele transformou água em vinho e multiplicou pães

Ele curou pessoas doentes, cegos, paralíticos Ele pregava sobre um novo Reino

Ele Ressuscitou pessoas mortas Ele tinha muitos seguidores

Ele ensinava umas coisas legais Ele brigou com os líderes religiosos

Ele expulsou demônios Ele era de Nazaré

Ele foi crucificado Ele andou sobre as águas

Ele era odiado por algumas pessoas Ele falava por parábolas

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esta jornada é sobre o Evangelho – O Evangelho como você nunca viu antes!

E o episódio de hoje é BENDITO É O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

Certo dia, Jesus saiu para orar e esta era uma prática cotidiana em seu ministério. Quando ele terminou, um de seus discípulos chegou e disse:

– “O Senhor poderia nos ensinar a orar?”.

– “Sim, eu posso. Quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas, que gostam de orar em público nas sinagogas e nas esquinas, onde todos possam vê-los. Mas, procurem um lugar reservado e orem a seu Pai, em segredo. Não usem frases repetidas e vazias, como fazem os ignorantes. Por que o seu Pai os conhece muito bem e sabe o que vocês precisam. Vocês devem orar de uma forma bastante simples, como esta…”

– “Pai nosso que estás no céu, santificado seja o teu nome.

Venha o teu reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.

Dá-nos hoje o pão para este dia,

e perdoa nossas dívidas, assim como perdoamos os nossos devedores.

E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.”

(Narrado nos evangelhos de Mateus 6:5-13 e Lucas 11:1-4)

A ida de Jesus à Jerusalém é um dos marcos mais importantes de seu ministério. É uma jornada que trará os momentos mais marcantes e cheios de significados de sua missão.

Jesus pediu para seus discípulos providenciarem um jumentinho para sua viagem à Jerusalém. Muitos ficaram sabendo e uma grande multidão se formou para o encontra-lo.

Quando Ele estava se aproximando da Cidade, as pessoas cortaram ramos de palmeiras e espalhavam pelo caminho por onde Ele estava passando e gritavam:

“Hosana! Bendito é o que vem em nome do Senhor! Bendito é o Rei de Israel!”.

Cumprindo a profecia que dizia:

“Não tenha medo, povo de Sião. Vejam, seu Rei se aproxima, montado num jumentinho”.

Quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar:

“Jerusalém, Jerusalém, cidade que mata profetas e apedreja os mensageiros de Deus! Quantas vezes eu quis juntar seus filhos como uma galinha protegendo os pintinhos sob as asas, mas você não deixou. Como eu gostaria que hoje você compreendesse o caminho para a paz! Agora, porém, é tarde e isso está oculto a seus olhos! A guerra chegará e os seus inimigos irão te cercar por todos os lados para te destruir e esmagar você e seus filhos”. (Lucas 13:34,35) (Lucas 19:41-43)

Ao entrar em Jerusalém, um grande alvoroço se formou e muitos perguntavam: “Quem é este?”

E a multidão respondia: “É Jesus, o profeta de Nazaré, da Galileia”.

Jesus entrou no Templo e viu que ele se transformara num local de comércio e esconderijo de ladrões. Ele ficou furioso, começou a derrubar as bancas de cambistas e expulsar todos que ali estavam comprando e vendendo animais para os sacrifícios.

Eles estabeleceram ali, um comércio explorador e imoral que controlava os rituais do Templo, onde apenas os animais que eles vendiam poderiam ser aceitos para os sacrifícios.

– “Está escrito: Meu templo será chamado casa de oração, mas vocês o transformaram num ponto de encontro de ladrões!”.

Enquanto as crianças corriam e gritavam “Hosana, Filho de Davi”, os cegos e os coxos se aproximaram de Jesus e Ele os curou.

Os principais sacerdotes e mestres da lei, que assistiam tudo isto, ficaram indignados. Então, Jesus olhou para eles e disse:

“Vocês estão ouvindo o que as crianças estão dizendo? E o que está nas Escrituras…  As crianças e bebês te darão louvor”.

Aquilo deixou o Mestre aborrecido e Ele voltou a Betânia, onde passou a noite.

Seus discípulos não entenderam, naquele momento, que se tratava do cumprimento da profecia. E quando Jesus lhes disse, pela segunda vez, que Ele seria traído e entregue em mãos humanas. Seria morto, mas no terceiro dia ressuscitaria, eles se encheram de tristeza.

Foi somente depois que Jesus foi glorificado, que eles se lembraram do que havia acontecido e compreenderam que essas coisas aconteceram conforme Ele dissera e conforme estava escrito. (Mt 21.1-17; Mc 11.1-11; Jo 12.12-19)( Mateus 17:22,23)

Através da Videira e da Figueira o Mestre trouxe preciosos ensinamentos para nossa vida.

A videira é o pé das uvas. O suco das uvas produz o vinho, que é uma bebida tradicional por milênios. A videira está associada à comunhão e Jesus ensinou:

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta. Mas, todo ramo que dá fruto, ele poda, para que produza ainda mais.

Entendam isto, eu sou a videira e vocês são os ramos. Permaneçam em mim, e você produzirão muitos frutos. E, separados de mim, vocês não podem fazer coisa alguma. Se vocês estiverem conectados a mim e as minhas palavras poderão pedir o que quiserem e serão atendidos!

Os frutos que vocês produzirem trazem grande glória a meu Pai e demonstram que são meus discípulos de verdade.

Eu lhes digo isto para que fiquem repletos da minha alegria. E esta alegria transbordará!” (João 15:1-14)

A figueira é o pé dos figos. O seu doce é um dos mais deliciosos, muito apreciado e traz muito prazer a quem experimenta. A figueira representa alegria de frutificar como o Mestre ensinou certa vez, através de uma parábola: “Um homem tinha uma figueira em seu pomar e foi várias vezes procurar frutos nela, sem sucesso. E depois de três anos, ainda não encontrou um figo sequer. Então, ordenou que o jardineiro a cortasse, mas ele suplicou:

– “Posso cuidar e adubar ela por mais um ano e, se não der figos durante o próximo, então eu a cortarei?” (Lucas 13:6-9)

Em outra ocasião, enquanto voltava para Jerusalém, Jesus teve fome e encontrou uma figueira à beira do caminho, foi ver se havia figos, mas só encontrou folhas. Então, disse à figueira: “Nunca haja figos nesta árvore!”. E, no mesmo instante, a figueira secou.

Os discípulos viram isso e ficaram admirados.

Jesus virou e disse para eles: “Se crerem, receberão qualquer coisa que pedirem em oração”. (Mateus 21:18-22)

A aparência de ter frutos e a falta deles foi a causa para que a figueira fosse cortada ou secasse. A nação de Israel sofreria muito pela aparência de santidade, escondendo seus corações hipócritas. E isto continua acontecendo hoje, onde as pessoas acomodam suas vidas de aparências, sem os frutos verdadeiros.

Não basta um grande volume de “folhagens”. Precisamos que a graça de Deus frutifique através de nós, frutos próprios, belos, doces e saborosos para o Senhor.

Fomos chamados para frutificar. Esta lição de Jesus ainda é bastante atual, pois o coração humano continua produzindo aparências para esconder uma vida infrutífera e distante da vontade de Deus. Sempre que Deus olha para nós Ele deseja encontrar bons frutos!

Conforme está escrito em (Gálatas 6:7), “aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Por isso, quem não planta nada também não pode esperar colheita.

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Os discípulos aprenderam a orar ao Pai com o Mestre.

A multidão via em Jesus, entrando em Jerusalém, um profeta de Nazaré que poderia ser o Rei deles.

As crianças gritavam “Filho de Davi!”, enquanto cegos e coxos eram curados, mas os principais sacerdotes e mestres da lei viram isto e ficaram indignados.

Jesus se declarou que Ele era a Videira verdadeira e nos somos os ramos. E quem ver isto e permanecer nEle, produzirá muitos frutos

Muitas pessoas não o viram.

E as pessoas que, como a figueira sem frutos, viverem de aparências jamais verão o Reino dos Céus.

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

No próximo episódio, veremos Jesus ensinando sobre sua missão para salvar os perdidos, através de 3 das suas parábolas mais importantes.

Veremos o Mestre visitando seus amigos Lázaro, Maria e Marta.

E, veremos, também, Jesus ensinado o mandamento mais importante.

E você? O que você vê em Jesus?

O que você vê em Jesus responderá a grande pergunta: O QUE EU FAÇO PARA HERDAR A VIDA ETERNA!?

No próximo episódio venha ver: O evangelho como você nunca viu antes.

Meu pai, bondoso Tu és! Nós te louvamos por que a graça da salvação em Cristo Jesus nos alcançou! E por esta graça e em nome de Jesus, nós declaramos uma benção sobre a vida do meu irmão e da minha irmã que estão nos ouvindo… Amém!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Você pode nos encontrar, nos conhecer, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

E, se você se sentiu abençoado com este Podcast, então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA FECHAMENTO]

– Jonas de Souza Netto

https://soundcloud.com/soboasnovas/bendito-o-que-vem-em-nome-do-senhor

Série O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?, produzida pelo Ministério Só Boas Novas para o programa INCOMPARAVELMENTE LINDO exibido na WebRádio MANECO FM

[VINHETA ABERTURA] O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

ELE VEIO CURAR – PARTE 2

[VINHETA ABERTURA]

Olá! Está na hora de mais um episódio da série: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?! Obrigado por estar conectado conosco! Sejam bem-vindos… Seja bem-vinda Val!

Olá Jonas, …

Sabe Val, esta série é uma jornada para responder a pergunta:

– O que eu faço para herdar a vida eterna?

E esta pergunta já foi feita por muitas pessoas de todas as classes sociais e econômicas e, talvez, por você…

Por isso, é que podemos dizer que a sua resposta tem tudo a ver com: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Se você quiser nos conhecer melhor, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

Então é só acessar, assinar nossos canais e compartilhar!

Antes de ouvirmos o episódio de hoje, chegou a hora da Série MINUTO com o nosso parceiro, o Pr. Paulo Matos: “DEUS”

[VINHETA MINUTO] + [VIDEO MINUTO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Ele fez muitos milagres Ele transformou água em vinho e multiplicou pães

Ele curou pessoas doentes, cegos, paralíticos Ele pregava sobre um novo Reino

Ele Ressuscitou pessoas mortas Ele tinha muitos seguidores

Ele ensinava umas coisas legais Ele brigou com os líderes religiosos

Ele expulsou demônios Ele era de Nazaré

Ele foi crucificado Ele andou sobre as águas

Ele era odiado por algumas pessoas Ele falava por parábolas

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esta jornada é sobre o Evangelho – O Evangelho como você nunca viu antes!

E o episódio de hoje é ELE VEIO CURAR – Parte 2

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

Dos inúmeros milagres que Jesus realizou, nenhum deles foi tão grandioso quanto o milagre da ressurreição. E isto aconteceu pelo menos em três casos: Com o filho da viúva da Aldeia de Naim, com a filha de Jairo e com seu amigo Lázaro.

O poder de sua Palavra que criou o Universo e todas as coisas, foi o poder que estava ali, diante da morte, para dizer: “Eu te ordeno: Levanta-te!”

No começo de seu ministério, quando Ele ainda estava chamando seus discípulos, Jesus foi com alguns deles à cidade de Naim, que ficava há 10 quilômetros de Nazaré, e uma grande multidão os seguiam.

Ao entrarem na cidade, estava saindo o enterro do único filho de uma viúva, e uma grande multidão da cidade a acompanhava.

Não sabemos sua identidade, só sabemos que ela tinha um único filho, e esse filho havia morrido. Isso significava para a cultura da época que ela tinha ficado completamente desamparada.

Quando o Mestre viu isto, sentiu profunda compaixão por ela, se aproximou e disse:

– “Não chore!”

Jesus parou o cortejo fúnebre e, sem temer a tradição de impureza ritual, tocou no caixão. Todos ficaram paralisados e o Mestre ordenou:

“Jovem, ouça-me: levante-se!”

O jovem que estava morto se levantou, começou a conversar e correu até sua mãe e a abraçou.

Um grande temor tomou conta da multidão, que louvava a Deus, dizendo: “Hoje Deus visitou o seu povo!”. (Lucas 7:11-17)

Certa vez, um homem chamado Jairo, um dos líderes da sinagoga local, veio e se prostrou aos pés de Jesus e suplicou que fosse à sua casa, para curar sua única filha, de cerca de doze anos, que estava à beira da morte.

Jesus saiu para atender à sua súplica, mas a multidão o atrasava para chegar a casa dele.

Então, chegou um mensageiro do líder da sinagoga e disse: “Sua filha morreu. Não precisa incomodar mais o mestre”.

E olhou para Jairo disse: “Não tenha medo. Apenas creia, e ela será curada”.

Quando chegaram à casa de Jairo, Jesus entrou apenas com Pedro, João, Tiago, o pai e a mãe da menina. Jesus olhando para todas aquelas pessoas que estavam na casa chorando e se lamentando, disse:

“Parem de chorar! Ela não está morta, ela está apenas dormindo”.

E todos riram dEle, por que a menina já estava morta. Então, Jesus se aproximou dela, pegou sua mão e disse em voz alta: “Menina, levante-se!”.

Imediatamente, ela voltou à vida e se levantou, abraçou seus pais e foi comer. E todos ficaram maravilhados com o que havia acontecido. (Lucas 8:41-56)

Havia em Betânia uma família que Jesus amava, composta pelos irmãos Lázaro, Maria e Marta. Certa ocasião, Lázaro adoeceu terrivelmente. E Maria procurou o Mestre e informou:

– “Senhor, seu amigo querido está muito doente”.

E Jesus a tranquilizou: “Maria, a doença de Lázaro não acabará em morte. Não se preocupe isto será para a glória de Deus”.

Jesus, no entanto, ainda se deteve por mais dois dias antes de ir até lá.

Os discípulos não queriam que o Mestre fosse naquela direção, pois havia o risco do povo da Judeia tentar apedrejá-lo.

No entanto, Jesus sabia de sua missão e da morte de Lázaro e disse:

“Vamos até lá, por causa de vocês, chegou o momento de vocês crerem de fato. Venham, vamos até ele”.

E Tomé, apelidado de Gêmeo, disse: “Nós iremos com você, mesmo se for para morrer também”.

Quando eles chegaram a Betânia, já faziam quatro dias que Lázaro estava no túmulo.

Quando Marta soube que Jesus estava chegando, foi ao seu encontro e

disse:

– “Se o Senhor estivesse aqui, meu irmão não teria morrido”.

– “Marta, o seu irmão vai ressuscitar”.

– “Eu sei… ele vai ressuscitar quando todos ressuscitarem, no último dia.”

– “Marta, Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim ainda que morra viverá. Você crê nisso, Marta?”.

– “Sim, Eu creio que o senhor é o Cristo, o Filho de Deus.”

Quando Marta voltou para casa, Maria correu e foi até Ele. Jesus ainda estava fora do povoado, quando ela O encontrou, caiu a seus pés e disse:

– “Se o Senhor estivesse aqui, meu irmão não teria morrido”.

Jesus vendo-a chorando e as pessoas também, sentiu profunda indignação e grande angústia. E ao se dirigir ao túmulo, chorou.

As pessoas vendo isto diziam:

– “Por que Ele não impediu que Lázaro morresse?”.

Quando chegou ao túmulo, e viu que havia uma pedra fechando a entrada da gruta, ordenou:

– “Rolem a pedra para o lado.”

– “Senhor, ele está morto há quatro dias, já está cheirando mau.”

– “Chegou a hora de vocês verem a glória de Deus?”.

Enquanto eles rolavam a pedra, Jesus olhou para o céu e disse:

– “Pai, eu te agradeço porque me ouviste. Tu sempre me ouves, mas eu digo isso para que elas creiam que tu me enviaste”.

Então Jesus gritou:

– “Lázaro, venha para fora!”.

E ele saiu se desfazendo das faixas que envolviam suas mãos e pés.

E assim, os irmãos Lázaro, Maria e Marta puderam se abraçar novamente.

Muitos dos judeus creram ao ver isso. Mas, os fariseus correram e contaram o que Jesus tinha feito aos principais sacerdotes. E eles reuniram o conselho para decidir o que iriam fazer. E o sumo sacerdote disse:

– “Não percebem que é melhor para vocês que um homem morra pelo povo em vez de a nação inteira ser destruída?”

E daquele dia em diante, começaram a tramar a morte de Jesus. (João 11:1-53)

Jesus ressuscitou o filho da viúva que estava em um caixão a caminho do enterro. Ressuscitou a filha de Jairo que tinha morrido apenas há algumas horas e ainda estava na cama. E, finalmente, ressuscitou Lázaro que já estava na sepultura por quatro dias.

Jesus se moveu para estes milagres por profunda compaixão, para glorificar a Deus e para nos oferecer a esperança, que por sua graça e poder Ele nos ressuscitará dos mortos também.

E, naquele dia, quando a trombeta soar, ouviremos o Mestre nos chamar: “Eu te ordeno: Levanta-te!” e seremos transformados para viver a eternidade com Ele.

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
A viúva de Naim, estava arrasada com a morte de seu único filho e viu sua esperança se reacender ao encontrar Jesus.

O filho da viúva, a filha de Jairo e seu amigo Lázaro depois de mortos viram o poder do Mestre chamando-os para se levantarem.

A viúva, Jairo, Maria, Marta e a multidão viram Jesus glorificando a Deus exercendo seu poder sobre a morte.

Os fariseus e sacerdotes viram em seus sinais uma ameaça e começaram a planejar sua morte.

Muitas pessoas não o viram.

Muitas veriam através destas narrativas a esperança para viver a eternidade com o Mestre.

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

No próximo episódio, veremos Jesus em sua jornada rumo à Jerusalém.

Veremos o Mestre em um grande momento, purificando o Templo.

E, veremos, também, Jesus predizendo como seria sua morte.

E você? O que você vê em Jesus?

O que você vê em Jesus responderá a grande pergunta: O QUE EU FAÇO PARA HERDAR A VIDA ETERNA!?

No próximo episódio venha ver: O evangelho como você nunca viu antes.

Meu pai, bondoso Tu és! Nós te louvamos por que a graça da salvação em Cristo Jesus nos alcançou! E por esta graça e em nome de Jesus, nós declaramos uma benção sobre a vida do meu irmão e da minha irmã que estão nos ouvindo… Amém!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Você pode nos encontrar, nos conhecer, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

E, se você se sentiu abençoado com este Podcast, então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA FECHAMENTO]

– Jonas de Souza Netto

Série O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS? produzida pelo Ministério Só Boas Novas para o programa INCOMPARAVELMENTE LINDO exibido na WebRádio MANECO FM

QUEM SERÁ SALVO?

[VINHETA ABERTURA]

Olá! Está na hora de mais um episódio da série: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?! Obrigado por estar conectado conosco! Sejam bem-vindos… Seja bem-vinda Val!

Olá Jonas, …

Sabe Val, esta série é uma jornada para responder a pergunta:

– O que eu faço para herdar a vida eterna?

E esta pergunta já foi feita por muitas pessoas de todas as classes sociais e econômicas e, talvez, por você…

Por isso, é que podemos dizer que a sua resposta tem tudo a ver com: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Se você quiser nos conhecer melhor, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

Então é só acessar, assinar nossos canais e compartilhar!

Antes de ouvirmos o episódio de hoje, chegou a hora da Série MINUTO com o nosso parceiro, o Pr. Paulo Matos: “DOENÇA DO SÉCULO”

[VINHETA MINUTO] + [VIDEO MINUTO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Ele fez muitos milagres Ele transformou água em vinho e multiplicou pães

Ele curou pessoas doentes, cegos, paralíticos Ele pregava sobre um novo Reino

Ele Ressuscitou pessoas mortas Ele tinha muitos seguidores

Ele ensinava umas coisas legais Ele brigou com os líderes religiosos

Ele expulsou demônios Ele era de Nazaré

Ele foi crucificado Ele andou sobre as águas

Ele era odiado por algumas pessoas Ele falava por parábolas

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esta jornada é sobre o Evangelho – O Evangelho como você nunca viu antes!

E o episódio de hoje é QUEM SERÁ SALVO?

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

A revelação do Reino de Deus está presente em todas as escrituras como uma verdade que é revelada progressivamente. O termo Reino de Deus ou Reino dos Céus aparece mais de 140 vezes no Novo Testamento. 

O Reino não é o Céu, nem a Igreja, nem um lugar. Jesus, através das parábolas, desvendava o que é o Reino, sua inauguração, sua dimensão e como ele seria implementado. O Reino, na realidade, é uma extensão de Deus, como o salmista descreveu, no capítulo 103:19: “O Senhor fez dos céus o seu trono, de onde reina sobre todas as coisas”.

Afinal o reino é chegado, está próximo ou virá?! A resposta é: O Reino é eterno… Foi, é e será. Quando clamamos: “Venha o teu reino…”, estamos buscando a presença de Deus na nossa vida. O Reino se manifesta hoje, embora ainda não seja pleno. Ele não é “o que comemos ou bebemos, mas uma vida de justiça, paz e alegria no Espírito Santo”, conforme Paulo escreveu em (Rm 14:17) e, no futuro poderemos vivê-lo plenamente.

Certa vez, Pedro, Tiago e João foram levados pelo Mestre a um alto monte, provavelmente, o Monte Tabor que ficava no Vale de Jizreel, onde eles presenciariam a maior manifestação de Sua glória.

Ali, diante dos olhos deles, a aparência de Jesus foi surpreendentemente transformada. Um brilho intenso emanou de seu rosto, suas roupas ficaram tão brancas e resplandecentes, que pareciam que tinham sido banhadas em luz.

E, naquele momento, apareceram Elias e Moisés e começaram a conversar com Jesus. Os três discípulos ficaram admirados e apavorados e Pedro, interrompendo a conversa deles, disse: “Mestre, este momento está tão maravilhoso! Que tal fazermos três tendas: uma para o Senhor, uma para Moisés e outra para Elias”.

Mas, ele mal acabou de falar, uma nuvem os envolveu e uma voz vindo da nuvem disse: “Este é meu Filho amado, que me dá muita alegria. Ouçam-no!”.

Os discípulos amedrontados caíram com o rosto no chão. Então Jesus os tocou e quando eles olharam em volta, só eles estavam ali.

Enquanto desciam do monte, Jesus ordenou que não contassem a ninguém o que tinham visto, até que o Filho do Homem fosse ressuscitado dos mortos.

Aquela revelação demonstrava uma maior intimidade do Mestre com eles, para garantir que a sua glorificação ocorrida ali, fosse testemunhada a todos aqueles que os seguiriam futuramente.

Eles guardaram aquilo em segredo, mas em suas conversas eles diziam que não entenderam o que aconteceu, nem o que o Mestre disse sobre “ressuscitar dos mortos”. (Mateus 17:1-13, Marcos 9:1-13, Lucas 9:28-35)

Jesus se deteve muitas vezes para explicar sobre os procedimentos do cotidiano das pessoas na sua relação com a comunidade, com a religião e com o Estado.

Certa vez, perguntaram para Pedro: “Seu mestre não paga o imposto do Templo? E Pedro respondeu sem pensar: “Sim, Ele paga”.

Quando ele chegou em casa, Jesus lhe perguntou:

– “O que você acha disto, Simão? O que os reis costumam fazer: cobram impostos de seu povo ou dos povos conquistados?”

– “Cobram dos povos conquistados…”

– “Isto mesmo! Os cidadãos estão isentos. Mas, não se preocupe, vá até o mar e jogue o anzol. Na boca do primeiro peixe que você pegar, você encontrará uma moeda de prata. Pegue-a e use para pagar os impostos por nós dois” Ele foi e fez isto (Mateus 17:24-27).

Em outra ocasião, os discípulos perguntaram para o Mestre: “Afinal, quem é o maior no reino dos céus?”.

Então Jesus chamou uma criança pequena e a colocou no meio deles e disse: “Eu lhes digo a verdade: a menos que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no reino dos céus. Quem se torna humilde como esta criança é o maior no reino dos céus, e quem recebe uma criança como esta, em meu nome, recebe a mim.” (Mateus 18:1-5)

Outro dia, Pedro se aproximou dEle e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar alguém que peca contra mim? Sete vezes?”.

– “Não Pedro, sete vezes não, mas setenta vezes sete. Vocês não alcançarão perdão de vosso Pai celestial, se vocês se recusarem a perdoar de coração a seus irmãos”. (Mateus 18: 21-35)

Em outra oportunidade, alguns fariseus foram até Jesus. E tentando colocá-lo em uma armadilha, perguntaram:

– “Deve-se permitir que um homem se divorcie de sua mulher por qualquer motivo?”.

– “Vocês conhecem as Escrituras… desde o princípio, o Criador os fez homem e mulher, para que se unam e se tornem um só e, assim, ninguém deve separar o que Deus uniu.”

– “Então por que a Lei de Moisés diz que o homem poderia dar à esposa um certificado de divórcio e mandá-la embora?”.

– “Moisés permitiu o divórcio apenas como concessão, por causa do coração duro de vocês, mas este não era o plano original de Deus. E eu lhes digo se alguém divorciar de sua esposa, exceto em caso de imoralidade, e se casar com outra, cometerá adultério”. (Mateus 19:1-12)

A maior parte dos ensinos de Jesus era sobre o Reino de Deus e muitas pessoas ficaram muito interessadas em fazer parte dele.

Certa vez, um homem de alta posição e rico, chegou até Jesus e perguntou: “Bom mestre, que devo fazer para herdar a vida eterna?”.

Na realidade, o que ele queria dizer é: “Como eu faço para comprar um lugar no Reino dos Céus?”

“Por que você me chama de bom? Apenas Deus é verdadeiramente bom.

Você conhece os mandamentos: Não cometa adultério. Não mate. Não roube. Não dê falso testemunho. Honre seu pai e sua mãe.”

Estes não eram todos os mandamentos e não incluía “amar a Deus sobre todas as coisas”. E o príncipe respondeu prontamente: “Tenho obedecido a todos esses mandamentos desde a juventude”.

Jesus conhecia seu coração e olhando para ele disse: “Ainda há uma coisa que você não fez. Venda todos os seus bens e dê o dinheiro aos pobres. Então você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me”.

Este era o passo para definir o que era mais importante em sua vida. E esta era a última coisa que ele queria ouvir, por que era muito rico e abatido foi embora.

Ao ver aquele homem saindo, Jesus disse: “Vocês têm ideia de como é difícil para os ricos entrarem no reino de Deus? Na verdade, é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino de Deus”.

Então, aqueles que o ouviram disseram: “Então quem pode ser salvo?”.

E Jesus respondeu: “O que é impossível para as pessoas é possível para Deus”.

O Reino de Deus não pode ser comprado, é de graça. Não custa nada para aqueles que crerem nEle e praticarem a Sua Justiça. (Mateus 19:16-30, Lucas 18:18-30)

Naqueles dias, muitas pessoas, traziam crianças para que Jesus impusesse as mãos sobre elas e as abençoassem.

Certa vez, Jesus ficou indignado ao ver que seus discípulos estavam repreendendo aqueles que as traziam.

“Não tentem afastar essas crianças! Deixem que elas venham a mim. Não as impeçam. O reino de Deus é para pessoas que são como elas. E se vocês não aceitarem o reino de Deus com a simplicidade de uma criança, nunca entrarão nele”.

Então, tomou as crianças nos braços, impôs as mãos sobre elas e as abençoou. (Marcos 10:13-16)

E assim, Jesus ensinava os princípios de seu Reino e como vivê-lo a partir de hoje.

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!


Pedro, Tiago e João viram a Glória de Deus na transfiguração do Mestre, junto com Elias e Moisés e ouviram a voz do Pai dizendo: “Este é o meu filho amado”.

Os discípulos, os fariseus e as pessoas tinham muitas dúvidas para viver o Reino de Deus e viram em Jesus todas as respostas.

O Jovem príncipe queria comprar sua participação no Reino a qualquer preço, mas viu nas palavras do Mestre que em seu coração estava a impossibilidade para obter algo que era de graça.

As crianças, na sua simplicidade, eram as únicas capacitadas para o reino e foram até Jesus para serem acolhidas e abençoadas.

Muitas pessoas não o viram.

E muitas pessoas viram em Jesus o único caminho para o Reino dos Céus.

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

No próximo episódio, veremos Jesus ensinando seus discípulos orar.

E veremos o Mestre desafiando a morte em alguns de seus milagres mais impressionantes.

E você? O que você vê em Jesus?

O que você vê em Jesus responderá a grande pergunta: O QUE EU FAÇO PARA HERDAR A VIDA ETERNA!?

No próximo episódio venha ver: O evangelho como você nunca viu antes.

Meu pai, bondoso Tu és! Nós te louvamos por que a graça da salvação em Cristo Jesus nos alcançou! E por esta graça e em nome de Jesus, nós declaramos uma benção sobre a vida do meu irmão e da minha irmã que estão nos ouvindo… Amém!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Você pode nos encontrar, nos conhecer, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

E, se você se sentiu abençoado com este Podcast, então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Esperamos você no próximo episódio! Até lá!
[VINHETA FECHAMENTO]
– Jonas de Souza Netto

Série O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS? produzida pelo Ministério Só Boas Novas para o programa INCOMPARAVELMENTE LINDO exibido na WebRádio MANECO FM

MULHERES CORAJOSAS

[VINHETA ABERTURA]

Olá! Está na hora de mais um episódio da série: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?! Obrigado por estar conectado conosco! Sejam bem-vindos… Seja bem-vinda Val!

Olá Jonas, …

Sabe Val, esta série é uma jornada para responder a pergunta:

– O que eu faço para herdar a vida eterna?

E esta pergunta já foi feita por muitas pessoas de todas as classes sociais e econômicas e, talvez, por você…

Por isso, é que podemos dizer que a sua resposta tem tudo a ver com: O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Se você quiser nos conhecer melhor, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

Então é só acessar, assinar nossos canais e compartilhar!

Antes de ouvirmos o episódio de hoje, chegou a hora da Série MINUTO com o nosso parceiro, o Pr. Paulo Matos: “FEMINICÍDIO”

[VINHETA MINUTO] + [VIDEO MINUTO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Ele fez muitos milagres Ele transformou água em vinho e multiplicou pães

Ele curou pessoas doentes, cegos, paralíticos Ele pregava sobre um novo Reino

Ele Ressuscitou pessoas mortas Ele tinha muitos seguidores

Ele ensinava umas coisas legais Ele brigou com os líderes religiosos

Ele expulsou demônios Ele era de Nazaré

Ele foi crucificado Ele andou sobre as águas

Ele era odiado por algumas pessoas Ele falava por parábolas

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esta jornada é sobre o Evangelho – O Evangelho como você nunca viu antes!

E o episódio de hoje é MULHERES CORAJOSAS!

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

As mulheres, nos tempos de Jesus, eram submetidas a preconceitos e vulnerabilidades, que são visíveis nos relatos dos evangelhos, como foi o caso do encontro de Jesus com a mulher Samaritana. Raramente, seus nomes são citados e, também, não eram contadas entre as pessoas.

Para sociedade judaica, uma mulher não era mais que um objeto pertencente ao marido, como os seus servos ou suas propriedades e ocupava uma posição bem inferior ao homem.

Ela devia ao esposo total lealdade e a sua palavra diante de um juiz não tinha praticamente valor algum. Mas, o marido não tinha nenhum dever matrimonial e podia rejeitá-la por qualquer motivo.

Legalmente, as mulheres eram proibidas de tudo e viviam reclusas em suas residências. E, quando elas estavam em ambientes públicos, passavam despercebidas e as regras do decoro proibiam um homem de se encontrar sozinho com ela.

Jesus trouxe a mulher para o centro de suas reflexões sobre o Reino de Deus. Jesus restaurou a dignidade da mulher e mostrou que, para Deus, todos somos igualmente importantes.

Jesus percorria as cidades e os povoados vizinhos, anunciando as boas-novas a respeito do reino de Deus. Iam com ele os Doze Discípulos e, também, algumas mulheres que tinham sido curadas de espíritos impuros e enfermidades. Entre elas estavam Maria Madalena, de quem Ele havia expulsado sete demônios; Joana, esposa de Cuza, administrador de Herodes; Susana, e muitas outras que contribuíam com seus próprios recursos para o sustento de Jesus e seus discípulos. (Lucas 8:1-3)

Existe uma pergunta que salta, neste relato exclusivo de Lucas, no capítulo 8: “Por que estas mulheres deixaram tudo para seguir Jesus de Nazaré?!”

A verdade é que elas não foram chamadas ou designadas como apóstolas, mas essas mulheres estavam lá, como discípulas, seguindo um Judeu Marginal e servindo em seu Ministério.

Nós iremos tentar entender isto, através de três das mais belas histórias de Jesus.

O nome dela nem é mencionado, somente a designação de mulher adúltera por causa do seu pecado. Embora, muitos queiram lhe atribuir, equivocadamente, o nome de Maria Madalena, esta mulher protagonizou o maior exemplo de perdão do Mestre, relatado por João, no capítulo 8.

Jesus estava retornando do templo, quando uma multidão se reuniu à sua volta para ouví-Lo. Logo que Ele começou a ensinar, um grupo de Fariseus e Saduceus, trouxeram uma mulher pega em adultério e a jogaram no meio da multidão.

Considerando a cultura da época, muito provavelmente, ela foi vítima de algum abuso quando jovem ou foi rejeitada por seu marido, e sem direito a defesa e muito menos sem espaço junto a seus familiares, lhe restara poucas alternativas para sobreviver.

Eles queriam, na realidade, colocar o Mestre em uma armadilha e ter alguma coisa contra Ele:

– “Mestre, esta mulher cometeu um crime, pegamos ela em adultério e, segundo a Lei de Moisés, ela deve ser apedrejada. O que o Senhor nos diz?!”

Naquele momento, muitos já estavam armados com as pedras nas mãos. Mas, onde estaria o homem que foi pego no ato com a mulher?!

Então, Jesus ficou em silêncio, se abaixou e começou a escrever na areia. Provavelmente escrevia as maldades deles. Mas, sentindo a dureza de seus corações, se levantou e disse:

– “Quem de vocês não tiver pecados atire a primeira pedra”.

E voltou a escrever na areia.

Diante do confronto com suas hipocrisias, as pedras começaram a cair de suas mãos e, um a um, eles foram saindo envergonhados. Ficaram apenas Jesus e a mulher no meio da multidão. Ele se aproximou dela e disse:

– “Onde estão aqueles que te acusavam?! Ninguém ficou para te condenar?!”

– “Ninguém, Senhor…”

– “Eu também não te condeno… Siga seu caminho e de agora em diante, não volte a pecar.”

Havia uma mulher que sofria há doze com uma hemorragia e isto, segundo o costume da época, a tornava impura e, além do sofrimento, todos a evitavam. Ela gastou tudo o que tinha com os médicos e charlatões, mas ninguém conseguiu curá-la.

Ela ficou sabendo de Jesus e seus milagres e desejou ir até Ele, mas a multidão em volta dEle era grande. Então, ela planejou uma maneira de tocá-lo. Se apertou entre as pessoas e, pelo chão, conseguiu tocar em suas vestes.

E quando ela lhe tocou, a hemorragia parou imediatamente. Jesus percebeu, se virou e disse:

“Quem me toucou?!” Que pergunta! Havia muita gente ali.

“Alguém me tocou, senti poder saindo de mim”.

Ajoelhada e trêmula, ela se revelou, contou sua história e que estava curada.

– “Filha, você se arriscou por causa de sua fé e agora você está curada! Vá em paz”. (Lucas 8:43-48)

Jesus foi convidado para um jantar na casa de um Fariseu em Betânia, chamado Simão, o leproso, e que fora curado pelo Mestre. E uma mulher pecadora soube disto e, levando um frasco de alabastro com um perfume muito caro, foi até Ele.

E, enquanto Jesus estava a mesa, ela se ajoelhou aos seus pés, chorando. As suas lágrimas caíam sobre os seus pés, ela secava com seu cabelo e, beijando-os, derramava perfume sobre eles.

Esta cena provocou muitos ressentimentos e indignações:

– “Por que este desperdício? Este perfume poderia ser vendido por muito dinheiro e doado aos pobres”.

– “Se este homem fosse profeta, saberia que tipo de mulher está tocando nele. Ela é uma pecadora!”.

Jesus percebendo suas intenções, disse para o Fariseu:

– “Simão, ouça isto! Um homem emprestou dinheiro a duas pessoas: Para uma deu quinhentas moedas de prata e para a outra deu cinquenta.

Como nenhum dos devedores conseguiu lhe pagar, ele generosamente perdoou os dois e cancelou suas dívidas. Simão, qual deles, você acha que o amou mais por causa disso?”

E ele respondeu, prontamente: – “Suponho que aquele de quem ele perdoou a dívida maior”.

– “Isso Simão! Você está certo!”

E Jesus olhando para a mulher e para Simão, continuou:

“Simão, quando entrei em sua casa, você não me ofereceu água para eu lavar os pés, não me cumprimentou com um beijo, nem ungiu minha cabeça com óleo. Mas, veja esta mulher… Ela lavou meus pés com suas lágrimas e os secou com seus cabelos. Ela não parou de beijar meus pés. E, ainda, ungiu meus pés com um perfume raro”.

E disse para a mulher: “Seus pecados estão perdoados. Vá em paz!”

E completou: “Ela fez o que pôde. Derramou o perfume em meu corpo me preparando para o meu sepultamento. Eu asseguro a vocês, em qualquer lugar do mundo onde o evangelho for anunciado, o que ela fez aqui será contado e admirado”. (Lc 7:36-50, Mt 26:6-13, Mc 14:3-9, Jo 12:1-8)

Existem quatro mulheres citadas nos Evangelhos que são confundidas como Maria Madalena ou de Magdala, referindo-se a sua aldeia de origem, que ficava a Noroeste do Mar da Galileia. A mulher adúltera, Maria de Betânia, irmã de Marta e Lázaro, Maria mãe de Jesus e a mulher do perfume, mas, de acordo com os estudiosos, a verdadeira Maria Madalena é somente aquela citada nominalmente por Lucas: “Maria Madalena, de quem Jesus expulsou sete demônios…”. Alguns acreditam que ela teria vindo de uma família abastada e, depois de liberta, decidiu seguir o Mestre.

Jesus respeitou sua mãe, quebrou regras sociais para se encontrar com uma mulher samaritana e se declarou, pela primeira vez, como o Messias para ela. Jesus perdoou a mulher adúltera e quebrou paradigmas, da cultura da época, para curar, libertar, valorizar e devolver a dignidade de várias mulheres.

E no domingo de sua Ressurreição, Ele apareceu primeiro para uma mulher, Maria Madalena e ela, depois de vê-Lo, correu para anunciar: “Eu vi o Senhor! Ele vive!”.

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
Os Fariseus viram seus pecados na areia e viram o Mestre perdoando a mulher adúltera.

A mulher adúltera viu em Jesus um libertador e um novo rumo para sua vida.

A mulher do fluxo de sangue, teve fé e conseguiu tocá-lo e viu o poder do Mestre que a curou e lhe restaurou a dignidade.

Simão viu nas palavras de Jesus, o tamanho de sua ingratidão e a grandeza de uma mulher pecadora aos pés do Mestre.

Muitas pessoas não o viram.

E muitas mulheres foram curadas e perdoadas por Jesus e decidiram seguí-Lo por que viram nEle libertação e esperança!

[VINHETA DE TRANSIÇÃO]

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!
No próximo episódio, veremos Jesus ensinando sobre impostos e como viver o reino hoje.

Veremos Pedro, Tiago e João vivendo uma experiência celestial com Jesus.

E, veremos, também, o encontro de um jovem príncipe com Jesus.

E você? O que você vê em Jesus?

O que você vê em Jesus responderá a grande pergunta: O QUE EU FAÇO PARA HERDAR A VIDA ETERNA!?

No próximo episódio venha ver: O evangelho como você nunca viu antes.

Meu pai, bondoso Tu és! Nós te louvamos por que a graça da salvação em Cristo Jesus nos alcançou! E por esta graça e em nome de Jesus, nós declaramos uma benção sobre a vida do meu irmão e da minha irmã que estão nos ouvindo… Amém!

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Você pode nos encontrar, nos conhecer, rever e compartilhar este episódio, acesse o site podcast.soboasnovas.com.br, estamos também no youtube.com/soboasnovas, no Spotyfi, na Apple e no SoundCloud.

O QUE VOCÊ VÊ EM JESUS?!

Esperamos você no próximo episódio! Até lá!

[VINHETA FECHAMENTO]

– Jonas de Souza Netto

E, se você se sentiu abençoado com este Podcast, então acesse, assine e comente em nossos canais, e, principalmente, compartilhe com seus amigos!